Home Saúde SOS da Vida – Desequilíbrio emocional
Saúde - 04/30/2021

SOS da Vida – Desequilíbrio emocional

Eliana Pereira Ignacio

Ultimamente ouvimos muito as pessoas falarem em desequilíbrio emocional. Mas afinal, o que é desequilíbrio emocional? E o que fazer em um momento em que a adrenalina corre solta pelo organismo? O desequilíbrio emocional e a inabilidade do indivíduo de se relacionar com as experiências afetivas em geral.

E uma fragilidade afetiva do sentimento, podendo causar repercussão nos demais componentes psíquicos – a autoestima, o caráter e a personalidade.

Um indivíduo emocionalmente desequilibrado quando a sua psique está sendo frequentemente agredida pelas emoções insatisfatórias. O desequilíbrio emocional crônico produz o desequilíbrio psíquico. O indivíduo psiquicamente desequilibrado e uma séria lesão a sociedade. Como manter o controle? O segredo e a inteligência emocional! Ao contrário do que possa parecer para algumas pessoas, não significa reprimir emoções, mas saber controlá-las.

Primeiramente, você precisa estar com a sua autoestima em alta. Precisa ter autocontrole e domínio próprio. Sentir-se seguro e confiante. As nossas emoções são resultado daquilo que vivemos e em quem acreditamos. Leia os seus próprios pensamentos.

Esteja consciente e lucido, e ocupe a sua mente com coisas boas a fim de sentir e identificar pensamentos negativos e transformá-los em positivos. O desequilíbrio emocional pode arruinar a vida, em todas as áreas em especial no relacionamento e na conduta moral.

Toda pessoa, desequilibrada conscientemente ou não, gosta de chamar a atenção, e muitas vezes até monta um roteiro, sobe num palco, atua e dirige uma situação de escândalo e descontrole emocional. Para os desequilibrados, a plateia torna-se imprescindível.

E não há nada pior do que presenciarmos uma situação grotesca ou de baixaria gratuitamente. Fica em nossa mente e na memória uma imagem negativa e uma recordação desagradável.

A falta de conhecimento, o despreparo emocional, a formação recebida, a educação, o meio ambiente, social e muitos outros fatores constroem no individuo uma estrutura psíquica capaz de interagir satisfatória ou insatisfatoriamente com as emoções. A agressão psíquica e parte integrante do dia a dia e presente em qualquer nível ou estrutura social. Mas daí a alguém ser ferido ou lesado psiquicamente e outra história.

Agressão com certeza não e a mesma coisa que lesão, no mundo emocional. Se você paralisa, sofre ou se irrita com muita facilidade, preste atenção, pois isso pode indicar um certo desequilíbrio emocional, algo que podemos controlar, mas, se deixarmos passar, chega a evoluir para doenças psicológicas mais graves como ansiedade, depressão, pânico, problemas de digestão, entre outros.

Quais são sintomas mais comuns de quem está com desequilíbrio emocional?

  •  Insônia: Quem está com as emoções atrapalhadas dorme mal, pois fica na cama pensando sobre os problemas, sofrendo com o dia seguinte.
  • Dores no corpo: Principalmente as dores de cabeça costumam aparecer quando estamos muito nervosas ou tensas. Nossos músculos se contraem, gerando desconforto.
  •  Problema de concentração: Mesmo atividades que trazem sensações boas deixam de chamar sua atenção e você não consegue cumprir nenhuma obrigação. Isso é sinal de desequilíbrio emocional.
  • Irritabilidade: Pessoas desequilibradas passam a maior parte do dia irritadas com a vida. Tudo as incomoda e elas ficam de mau humor por pequenas coisas do dia a dia.
  • Descontrole: Junto com o item acima vem o descontrole, que é quando a emoção fala mais alto do que a razão. Como prevenir o descontrole emocional? Controle seus impulsos. Mantenha a calma e domine suas emoções. Gritar, alterar a voz ou usar de violência física cria situações negativas e comprometedoras.

Muitas vezes, temos que manter o controle de uma situação negativa desarmando- -nos de gestos, atitudes ou palavras agressivas. Se for preciso conte até dez, respire fundo e mentalize a situação resolvida com um final feliz. Sintonize-se com os outros. Não se esqueça de que o próximo trava uma batalha de sobrevivência diária, com problemas emocionais, financeiros, afetivos e familiares, enfim, não julgue o todo por parte.

Tenha o dom da empatia, que nada mais e do que se colocar no lugar do outro para poder compreendê-lo. As pessoas com domínio emocional têm mais chances de vencer na vida, pois o equilíbrio das emoções garante a saúde física , mental e paz de espírito, reafirma nossa personalidade, faz-nos pessoas muito mais dignas e distintas, tornando-nos aptos ao convívio social.

Meu filho, guarde consigo. a sensatez e o equilíbrio, nunca os perca de vista; Provérbios 3:21 Até a próxima semana!!!

Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em
Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualifi cações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jornaldossportsusa.com

Deixe um comentário

Leia também

EUA tem muitos empregos, poucos candidatos e salários em alta

AFP – Conseguir trabalhadores se tornou uma tarefa difícil nos Estados Unidos, onde …