Home Novo Normal Adeus ao ano de 2021
Novo Normal - Saúde - 01/07/2022

Adeus ao ano de 2021

Por: Eliana Pereira Ignacio

Olá meus caros leitores, esta semana vamos dar adeus ao ano de 2021, hora de fazer um balanço geral, dos 365 dias tempo suficiente para fazer muita coisa, em momentos fomos incríveis em outros um fracasso….

Fim de ano, é necessário fazer o balanço do nosso comportamento, assim como as empresas, devemos parar e repensar nossas atitudes , palavras , gestos que nos ¬ zeram boas ou más pessoas e a partir do resultado, traçar metas de melhoria para o ano que começa! Geralmente o primeiro item do balanço é o financeiro.

Avaliamos se estamos mais ricos ou pobres. Se estamos ou não com dívidas, se elas são possíveis de serem pagas ou não, se fazemos ou não bons investimentos. Mas inevitavelmente chegamos ao balanço emocional. O balanço emocional frequentemente tende a deixar as pessoas deprimidas. Isso porque não somos habituados a fixar nossos olhares nos sucessos e nas pequenas melhorias diárias. Nossa natureza nos impele a enxergarmos sempre as falhas e os fracassos. O passado volta e traz consigo culpas e falsas alegações para muitos.

Estes tentam justificar suas atitudes equivocadas do presente como resultantes de fatos ocorridos em suas vidas em muitos meses ou anos anteriores. Certamente que o nosso presente sofre os reflexos do nosso passado e será determinante para o nosso futuro, mas isso não deve impedir que nos libertemos das emoções negativas e das feridas, apagando as tristezas e, sobretudo, aprendendo com os erros.

Nossa busca constante deve ser pela evolução e não pela autopunição. Ficaremos livres desse sentimento de desconforto quando dermos mais importância aos nossos acertos; quando as atitudes de respeito, generosidade e solidariedade pelas pessoas que conosco conviveram pesarem mais na nossa conta de lucros, que as falhas cometidas, no campo dos prejuízos.

Olhando para o ano que termina, tente não se sentir culpado. Responsável, sim; culpado não! A diferença é que, sentindo-se responsável, você saberá que está em suas mãos mudar as coisas que o afligem e incomodam.

Você é o sujeito de seu próprio destino e, certamente, mudando seu comportamento e suas atitudes, você terá conseqüências diferentes das que tem tido até agora. Preste atenção aos seus desejos e dedique-se um pouco a satisfazê-los. Aprenda a se gostar um pouco mais. Assim passará a gostar mais dos outros.

Estabeleça como meta cuidar melhor de si mesmo no próximo ano, dando mais espaço para ver a orar sua sensibilidade.

Deixe fluir sua criatividade e seu prazer pelo seu trabalho. Reserve sempre em sua vida um espaço para a entrada do novo. Não se feche em antigas crenças que só o limitarão. Abra-se para novas amizades e relacionamentos. Veja em cada um deles novas possibilidades de aprendizado e crescimento. Nunca se esqueça de que as outras pessoas trazem mais colorido e graça para sua vida.

Procure sorrir e elogiar com mais freqüência.

Abraçar também faz bem. Procure conviver com pessoas que coloquem o seu astral para cima e não aquelas habituadas a criticar, abaixando sua auto-estima. Se o seu comportamento não está sendo produtivo, trate de mudá-lo o mais rápido possível. Estabeleça como meta desenvolver um eficaz controle do seu tempo, para que melhore sua qualidade de vida. Deixe espaço para atividades físicas, boa alimentação e horas agradáveis de lazer.

Seja mais organizado e estruture já sua agenda para o ano que chega. No balanço das empresas tudo pode ser resumido em números e cifras, mas nos nossos sentimentos eles não se aplicam. Sentimentos, alegrias tristezas, frustrações, vitórias, amizade, amor e dor não podem ser medidos por fórmulas matemáticas. Portanto, nosso balanço das atitudes é bem mais complexo que o contábil; ele exige de nós muito mais atenção e determinação. Nosso comportamento influencia o comportamento das outras pessoas e é também influenciado por ele. Somos ao mesmo tempo emissores e receptores de energia.

Todo ¬ m de ano planejamos mudanças em nossa vida. Mas as mudanças só se concretizam se acontecerem primeiro em nosso mundo interior. Mudanças que removam primeiro as ações de nossos sabotado res internos. Esses sabotadores é que bloqueiam nossas tentati vas de melhoria. Eles é que nos fazem repetir as mesmas atitudes e comportamentos equivocados. Mas ninguém conseguirá derro tá-los, a não ser nós mesmos.

Quanto mais ¬ zermos nas áreas do bem, mais amplamente receberemos os bens da vida. Todavia, se não puder realizar o máximo, atenda pelo menos ao mínimo do que possa fazer, pois todo muito depende do pouco para começar. Aproveito para sujerir que façam um balançco de suas vidas, repense os seus erros e relembre os seus acertos, perdoe-se pelos fracassos e orgulhe-se de suas vitórias .

Entenda que erros e acertos fazem parte da vida. O único passo entre o sonho e a reaidade é a atitude.

Acredite nisso! “Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal Maneira que alcan cemos corações sabios” Salmo 90:11 Nos encontramos em 2022. Feliz Ano Novo!!!

Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualificações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jornaldossportsusa.com

Deixe um comentário

Leia também

Consciência – uma breve reflexão

Por: Eliana Pereira Ignacio – Olá meus caros leitores, hoje venho falar de um tema a…