Home Saúde A influência da alimentação saudável na saúde mental
Saúde - 09/24/2021

A influência da alimentação saudável na saúde mental

POR: Eliana Pereira Ignacio* – 

Olá, meus caros leitores, hoje venho falar das riquezas naturais, que podemos desfrutar o ano todo, mas em especial no outono. Estou falando das frutas e de uma alimentação saudável que pode influenciar positivamente na saúde mental. O ser humano é um grande e complexo sistema bioquímico.

Nossas células são compostas por substâncias e dependem da interação com muitos outros elementos para seu funcionamento perfeito. Esta realidade precisa ser entendida e divulgada; pois trata-se de um princípio, capaz de trazer o percebimento que o comemos interfere diretamente na nossa saúde e, consequentemente, é possível estabelecer também uma relação entre alimentação e saúde mental.

A maioria das pessoas acredita que os conteúdos que escolhem para colocar no prato serve apenas para saciar a fome. É uma realidade dizer que por meio da comida pode-se oferecer ao organismo um conjunto de nutrientes necessários ao seu bom funcionamento.

Quando a alimentação é adequada, ela fornece essas substâncias na quantidade ideal para manter o sistema em equilíbrio. O resultado é a saúde.!!! Pesquisas apontam que, uma alimentação saudável composta por alto consumo de frutas, vegetais, grãos integrais, carnes magras e peixe, e produtos lácteos desnatados; pode garantir uma melhor saúde mental.

Sendo possível afirmar que possuir uma boa alimentação pode, inclusive, ajudar na recuperação de transtornos mentais, como ansiedade e depressão. A comida impacta nosso cérebro, cognição e estado emocional. Alimentação saudável é qualidade de vida.
Uma dieta com a combinação certa de vitaminas, minerais, óleos e gorduras saudáveis pode ajudar a melhorar nossas funções cerebrais, níveis de energia, memória, além de controlar as emoções. Segundo pesquisa divulgada na revista BMJ Open apontou que o consumo de frutas e vegetais está relacionado com um alto bem-estar mental das pessoas.

Essas novas descobertas sugerem que a ingestão de frutas e vegetais pode desempenhar um papel potencial como um fator não apenas físico, mas também de bem-estar mental na população. Pesquisadores, entrevistaram estudantes universitários e os seus hábitos alimentares, os resultados foram surpreendentes.

Segundo os dados da pesquisa, uma boa alimentação saudável pode melhorar os sintomas de transtornos mentais e melhorar o sucesso acadêmico dos alunos. Uma pesquisa realizada na Grã-Bretanha, analisou os hábitos de 200 pessoas. Em 88% dos casos, a mudança na alimentação amenizou sintomas de transtornos mentais como ataques de pânico, ansiedade e depressão.

A partir desse estudo, os pesquisadores classificaram os alimentos entre “promotores do estresse”, que pioram o funcionamento da mente, e “promotores do (bom) humor”, que melhoram nosso estado mental. Porém, é importante destacar que os alimentos promotores do humor não são, necessariamente, aqueles que nos provocam imediatamente a sensação de bem-estar.

Açúcar, cafeína, chocolate e álcool, por exemplo, que geralmente são usados para relaxar, proporcionar conforto ou aliviar os sintomas de TPM, são os principais promotores do estresse. Já os alimentos promotores do humor são extremamente simples. Os pesquisadores conseguiram apurar que o consumo de água, verduras e frutas melhoram nosso estado mental e funcionamento do cérebro.

Portanto, eles atuam como fatores importantes no combate à depressão. Caros leitores a alimentação e saúde andam lado a lado, já sabemos disso. Porém, mudar o seu padrão alimentar não se traduz em uma cura para os transtornos psicológicos. E preciso ter a consciência de que comer os alimentos certos, não significa que não necessite de acompanhamentos especializado e ou remédio.

É importante frisar: a comida sozinha não conserta os problemas de saúde mental. Entretanto, ela é uma parte importante da nossa vida e que devemos tomar conta dela. A qualidade dos alimentos que ingerimos interfere no nosso humor e energia e está frequentemente envolvida em gatilhos ou sintomas relacionados à doença mental.

Em suma a ingestão diária de frutas, fornece vitaminas, sais minerais, antioxidantes e fibras; também é baixo em calorias e favorece a eliminação de toxinas do corpo. Frutas e legumes especialmente fornecem vitamina A e C, que são essenciais para a doença prevenção.

Ouvindo isso, Jesus disse: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Matheus 9:12 Até a próxima semana!!!

*Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualifi cações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jornaldossportsusa.com

Deixe um comentário

Leia também

57 mil detidos: número de brasileiros cruzando fronteira do México para EUA bate recorde

BBC NEWS BRASIL – O número de brasileiros cruzando ilegalmente a fronteira sul dos E…