Home Local Uma reflexão sobre a Paz
Local - Saúde - 12/31/2021

Uma reflexão sobre a Paz

Por: Eliana Ignacio

Olá meus caros leitores, esta chegando o“Natal”, como diz o velho ditado um tempo de Paz, então hoje venho falar sobre Paz. Paz é uma daquelas palavras que tem um significado único, mas, aplicações diversas; isto é vários contextos, por exemplo: “Hoje está uma paz aqui”, quando o lugar está silencioso; “Agora ele está em paz”, quando o sujeito morre, mesmo no meio de uma guerra! “Meu coração agora está em paz”, quando uma angústia chega ao fim.

Em qualquer expressão, seu signifcado único fica evidente. Essa evidência deixa claro também o seu oposto. Esse oposto pode bem merecer o nome de guerra. E é esse o sentido principal e usual da palavra paz: o oposto de guerra; pois guerra e paz não convivem. São como manchas escuras numa superfície clara, se podemos chamar assim. É uma reação que tem a capacidade de manter a pessoa viva, na luta. A paz nada tem a ver com vitória ou derrota.

Tem a ver só com luta. Sim, você deve manter a tua paz diariamente. Se não tem luta, você está morto; pois quem morreu não está em paz, parou de lutar. Perdeu a guerra, literalmente. Esse “descanse em paz” só existe para aqueles que dizem isso daquele que se foi. Em paz, ele pode não estar. O corpo vai lutar e vai perder. Do espírito não se sabe. A paz absoluta não pode existir, pois ela não existe em nenhum lugar da natureza.

A paz, no sentido usual, que existe entre os países do mundo (não entre todos), não é paz, e sim um jogo de interesses que, no fundo, é uma guerra, pois é feita de toma-lás-dá-cás, num equilíbrio muito sensível ou cheio de sensibilidades. Basta um desses países se sentir prejudicado de alguma forma que essa falsa paz mostra sua verdadeira face. O mais estranho de tudo é que, no mesmo instante que a paz acaba, ela quer recomeçar. Isso mostra a necessidade que nos humanos temos, ou que nos é imposta misteriosamente, de ficarmos balançando numa dualidade, entre coisas opostas, sem sabermos onde fica o ponto de equilíbrio. Trata-se, exatamente, do conflito íntimo diário de cada um. Basta a cabeça ficar em paz por alguns instantes que pensamentos contrários a essa paz começam a brotar. Na maioria são pensamentos conflitantes, gerando uma verdadeira guerra mental. Igualmente, as guerra entre países, não se sabe qual o verdadeiro motivo que levou àquele conflito.

E exatamente como numa guerra, depois dos recursos orgânicos terem se esgotado quase que totalmente, a paz começa a aparecer, como uma paz forçada pela guerra. É como se a guerra fosse o adubo da paz. Então, tudo começa novamente. Agora lhes pergunto: Será que existe a verdadeira paz? Existir ela existe.

Mas não temos condições mentais para suporta-la, pois ela expõe totalmente a guerra mental que alimentamos diariamente. A verdadeira paz é aquela que se alimenta de si mesma, gerando mais paz. O ser humano é contraditório quando tudo esta em paz, ele é capaz de sentir-se entediado uma chatice. É esse tipo de sentimento que gera uma paz falsa, que se torna adubo para um conflito, para uma guerra.

A verdadeira paz não é quietude, não é silêncio. A verdadeira paz é movimento, é transformar o errado no certo, é não deixar alguém cair, mesmo quando esse alguém é você, é ver a parte boa de tudo e saber usa-la para transformar um todo aparentemente mal num todo bom.

A verdadeira paz é se sentir bem consigo mesmo. E isso só é possível quando você se põe no lugar dos outros e luta para ficar bem consigo mesmo. Assim, você estará transformando o conflito daquelas pessoas na verdadeira paz para elas e muito mais para si. Paz é voar sem sair do chão, é flutuar até o céu, como se todo o seu corpo fosse apenas pensamento.

Paz é sonhar. É rir como se estivesse rindo para o vazio, da mesma maneira que um bebê faz, pois, se a paz é visível, ela é aquilo que se vê no sorriso de um bebê que acaba de chegar de um mundo onde reina a verdadeira paz. Busque a Paz, primeiro consigo mesmo para poder contagiar a todos que o rodeiam!!!

“ E a paz de Deus, que exece todo o entendimento, guar dará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” Filipenses 4:7 Até a próxima semana!!!

Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em
Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualificações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jornaldossportsusa.com

Deixe um comentário

Leia também

Elon Musk desafia acusadora abuso sexual para descrever como são suas partes íntimas

JSNEWS – Elon Musk disse que a mulher que o acusou de má conduta sexual de ser uma &…