Home Local Secretário da Geórgia acusa senador republicano de pressioná-lo para rejeitar votos por correio
Local - Política - 2 semanas atrás

Secretário da Geórgia acusa senador republicano de pressioná-lo para rejeitar votos por correio

Senador republicano perguntou se ele tinha poder de rejeitar legalmente cédulas que foram depositadas até o dia da eleição. Para o secretário, isso foi uma forma de pressão

ESTADO O secretário de Estado da Geórgia acusou na segunda-feira (16) o senador republicano Lindsey Graham de pressionar as autoridades eleitorais para anular votos do estado e reverter a vantagem do democrata Joe Biden sobre o presidente Donald Trump.

Brad Raffensperger, que também é republicano, disse ao jornal “The Washington Post” que Graham perguntou a ele se ele tinha poder de rejeitar legalmente cédulas que foram depositadas até o dia da eleição. Para o secretário, isso foi uma forma de pressão para que ele interviesse na apuração dos votos do estado.

Em resposta à declaração de Raffensperger, o senador Graham chamou a interpretação do secretário de “ridícula” e disse que apenas “tentava descobrir como funcionava” a validação por assinatura dos votos enviados por correio. “E ele fez um ótimo trabalho em me explicar como essas assinaturas são verificadas“, rebateu Graham.

Raffensperger disse que ele e a mulher vêm sofrendo ameaças de mortes desde que defendeu que as eleições na Geórgia ocorreram de maneira justa.

Além de me deixar bravo, é uma desilusão enorme“, afirmou o secretário ao “Post“.
O próprio Donald Trump vem criticando Raffensperger, a quem chama de “republicano só no nome“. O presidente tenta garantir também a vitória dos dois candidatos republicanos ao Senado que disputarão segundo turno em janeiro. Se conseguir fazer com que ao menos um deles vença, os republicanos terão maioria entre os senadores e deverão impor dificuldades ao governo Biden.

Deixe um comentário

Leia também

Proposta proíbe uso de linguagem neutra na língua portuguesa

O Projeto de Lei 5248/20 proíbe o uso da “linguagem neutra” na grade curricular e no mater…