Home Local Obediência x Responsabilidade
Local - Saúde - 11/26/2021

Obediência x Responsabilidade

Por: Eliana Pereira Ignacio
pignacio_vo@hotmail.com
info@jornaldossportsusa.com

Olá, meus caros leitores, hoje trago uma visão real entre obediência e responsabilidade, ressaltando que obedecer faz parte da educação, da ética, da crença, porém faz necessário refletir que não basta apenas obedecer e se eximir das responsabilidades.

Nós fomos criados entendendo que obediência é muito mais importante que a responsabilidade. “Obedeça a sua mãe”, “Obedeça a seu pai”, “Obedeça aos mais velhos”, “Obedeça às regras”. A obediência é louvável. É um motivo de orgulho. Quantas vezes você não ouviu de uma mãe ou pai “nossa, como essa criança é obediente!”? Só que a obediência parece boa, mas ela também é alienadora.

Geralmente quem só obedece a uma ordem, não questiona, não reflete, não entende, não se torna uma pessoa ativa de transformações. E se ao invés de obediência, a gente crescesse dando valor maior ao significado de responsabilidade, aprendendo que a partir do momento em que se nasce, se exerce um papel que demanda consciência pelos seus atos e todas as consequências. A responsabilidade é individual, mas ela funciona para o coletivo.

Todo mundo ganha porque existe a oportunidade de desenvolvimento e de expansão. A instituição família é a primeira que temos contato com a obediência, mas não é a única. Quase toda operação social de muitas sociedades funciona assim. As religiões são regidas pela obediência: “siga as regras do nosso Deus”, “segundo a Bíblia você ter agir dessa ou daquela forma”, “não se questiona pois a sabedoria divina pois ela é soberana”. Na escola quase tudo que a gente fez foi por obediência, sem poder questionar, rever, se posicionar.

Tudo que é político tem a predominância da obediência em detrimento da responsabilidade também. Seja a obediência a uma ideia/conceito, a um sistema ou a um líder.

Inclusive a escolha de um candidato numa eleição deveria ser uma atitude responsável, questionadora, mas a gente só aprendeu a obedecer, como seremos responsáveis? E depois quando essa figura se elege, muitos de nós continuamos a ser obedientes, seja acatando o que esse líder diz e faz por mais que seja algo tirano e imprudente, ou a gente terceiriza a culpa não compreendendo a responsabilidade como indivíduo diante do cenário.

Quem obedece só pensa em si e quem é igual a vc. Sinônimos de obediência, por exemplo: egoísta, narcisista. submissão, sujeição, subordinação e dependência. Já a responsabilidade é coletiva e consciente. Os sinônimos? Sensatez, juízo, cabeça, critério, reflexão, razão, discernimento, equilíbrio. A obediência é prisão.

A responsabilidade é liberdade. Por isso, os filhos devem ser educados para que eles se tornem imunes a todo o tipo de crença autoritária. Em vez de obediência incondicional e supressão das reações emocionais naturais, que são as razões mais profundas para as pessoas aceitarem teorias autoritárias, devemos colocar uma educação sensível, que desenvolve uma personalidade crítica e independente, que cria indivíduos ativos e livres, para os quais o respeito pelos direitos dos outros parece evidente, quando eles próprios são felizes e harmoniosos.

Quando estamos sob o regime da obediência, desobedecer é o que faz nos sentirmos livres mesmo que estejamos equivocados, já que não aprendemos a ser responsáveis. A pandemia dentre tantas lições deixou mais uma o papel da obediência e da responsabilidade.

Na Suécia, o governo não precisou decretar lockdown porque as pessoas são responsáveis, lá cada um reconhece do seu papel (e ainda assim, muitas mortes ocorreram por conta da covid19).

No Brasil e vários outros países da obediência, ficaram sem rumo pois não entenderam que papel é esse. Não aprendemos a ser responsáveis desde a infância.

Cabe a muitos desobedecer achando que está sendo subversivo a uma nova ordem, sendo que no fim só estão mesmo sendo irresponsáveis.

Jesus respondeu e disse-lhe: Quem me ama guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos a ele e faremos nele morada. João 14:23

Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualifi cações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jornaldossportsusa.com

Deixe um comentário

Leia também

Kamala é questionada sobre legitimidade das eleições de meio de mandato caso Biden não consiga aprovar a reforma eleitoral

JSNEWS – A vice-presidente Kamala Harris repetiu, nessa quinta-feira,20, os comentár…