Home Local Governador de Massachusetts não planeja mais restrições por COVID-19
Local - 12/02/2020

Governador de Massachusetts não planeja mais restrições por COVID-19

De acordo com Baker, se tudo correr bem, a vacina estará disponível na primavera para residentes que não estão sob alto risco. Ele também disse que a vacina provavelmente não é obrigatória para menores de 18 anos.

Da Redação – O governador Massachusetts, Charlie Baker, disse nesta terça-feira, 01,  que não irá propor novas medidas restritivas no Estado devido ao COVID-19, e de acordo com o ele, houve desaceleração de novos casos nos últimos 10 dias. “Nossos casos surgem de reuniões com familiares ou amigos, onde as pessoas baixam a guarda, especialmente quando estão com pessoas que conhecem“, disse Baker.

Rumo à temporada de férias, Baker encorajou os residentes a continuarem usando máscaras e restringido o contato social, quando possível. Ele também lembrou que reuniões e ajuntamentos religiosos representam riscos potenciais de propagação viral. O governador não pediu às pessoas que evitassem ir à igreja, mas que todos os cuidados fossem tomados.

Sabemos que os locais de culto sempre serviram de refúgio, principalmente em tempos difíceis como este”, disse o governador. “Continuamos a pedir a todos os nossos líderes religiosos e praticantes que se envolvam em protocolos e procedimentos de segurança”, acrescentou.

Sobre as vacinas

O governador disse que as vacinas contra COVID-19 estariam disponíveis na primavera para a população em geral. “As agências federais nos disseram que devemos esperar a distribuição da vacina da Pfizer até meados de dezembro, enquanto a Moderna, provavelmente, começaria a ser comercializada logo depois ”, disse.

Os detalhes da vacinação, de acordo com o govenador, ainda estão em estudo, mas as primeiras doses se concentrarão em pessoas de alto risco, incluindo profissionais de saúde e idosos. “Provavelmente é aqui que se concentra a maior parte da atividade em dezembro, janeiro, fevereiro e março”, explicou.

Baker observou que as vacinas serão administradas em duas doses. Então, se você fosse alguém que tomou a vacina porque estava no grupo de alto risco, primeiro receberia uma dose e depois seria programado para a segunda dose, que chegaria três ou quatro semanas depois. É preciso lembrar que isso vai demorar ”, disse.

De acordo com Baker, se tudo correr bem, a vacina estará disponível na primavera para residentes que não estão sob alto risco. Ele também disse que a vacina provavelmente não é obrigatória para menores de 18 anos. “Vale lembrar que essa vacina é basicamente para maiores de 18 anos. A razão é que os menores não estão nem perto do nível de risco de outras pessoas, seja para contraí-lo, seja para transmiti-lo ”, disse.

 

Deixe um comentário

Leia também

Covid-19: Flórida exigira comprovação de residência para conter o ‘turismo de vacinas’

AFP – A Flórida impôs a exigência de comprovação de residência para vacinar contra a…