Home Local Lenita Reason é a nova diretora executiva do Centro do Trabalhador Brasileiro
Local - 4 semanas atrás

Lenita Reason é a nova diretora executiva do Centro do Trabalhador Brasileiro

JEHOZADAK PEREIRA/
ANOTICIAUSA

A escolha natural seria um nome do próprio staff da entidade e o Board indiciou Lenita Reason, para ocupar o cargo de diretora executiva.
Lenita é formada em Magistério no Brasil e chegou aos Estados Unidos em 2007, depois de ter trabalhado em uma clínica odontológica.

Aqui, trabalhou como house cleaner e depois de cinco meses da sua chegada, foi trabalhar como cuidadora de um idoso para uma família em Brookline. Depois de dois anos de trabalho, a família a demitiu por estar grávida e Lenita foi trabalhar como voluntária no CTB.

No verão de 2010, foi uma das incentivadoras e influenciadoras do primeiro grande projeto do CTB na gestão de Natalicia Tracy que foi a campanha para criar uma lei específica para trabalhadoras domésticas. “Eu fui organizadora de campo (Field Organizer) para falantes da língua portuguesa durante toda a campanha. Em junho de 2014 o então governador Deval Patrick assinou a lei que entrou em vigor em abril de 2015”, diz Lenita.

Nos 12 anos que trabalha no CTB Lenita passou por diversos cargos e funções, tendo sido recepcionista; Domestic Worker Organizer; Community Organizer; Co-Fundadora & Coordenadora do Comitê de Trabalhadores “Construindo Justiça” e sua última função foi o de Coordenadora do Projeto de Saúde e Segurança/Gerente do Escritório. “Os integrantes do Board acreditam que eu estou apta a continuar o trabalho do Centro sem termos que passar por grandes ajustes”, diz Lenita sobre ter sido indicada e referendada para ser a diretora executiva.

“Sinto-me muito honrada e feliz pela confiança da diretoria do Centro, das fundações que nos apoiam financeiramente e dos nossos parceiros como advogados, e outras ONGs que já expressaram que iram continuar a apoiar o nosso trabalho. Durante todos estes anos eu trabalhei muito próximo à Natalicia. As vezes participava de reuniões e atividades representando-a, e algumas áreas já eram de minha responsabilidade como reuniões com Departamento do Trabalho, Divisão de Salário e horas extras, Procuradoria do Estado, entre outras atividades. A expectativa é grande, mas trabalhar no Centro é um novo aprendizado a cada dia. Gostaria de dizer para a comunidade e para os membros do Centro que a nossa missão não mudou e que continuaremos lutando para passar a lei da carteira de motorista e reafirmo o compromisso de apoiar, informar e educar nossa comunidade para que sabiam seus direitos como trabalhador imigrante”, finaliza.

Deixe um comentário

Leia também

EUA tem muitos empregos, poucos candidatos e salários em alta

AFP – Conseguir trabalhadores se tornou uma tarefa difícil nos Estados Unidos, onde …