Home Bizarro Gerente de um restaurante Fast Food é pego urinando no Milkshake que era servido aos clientes
Bizarro - Local - Saúde - 05/16/2022

Gerente de um restaurante Fast Food é pego urinando no Milkshake que era servido aos clientes

Investigadores estão procurando os clientes que compraram e beberam os shakes contaminados com urina de Stephen Sharp

JSNEWS – Um gerente de um restaurante da rede Fast Food Arby supostamente urinou na mistura de milkshake que teria sido servido aos cliente por “gratificação sexual” em pelo menos duas ocasiões, disseram os policiais.
Stephen Sharp, que estava sendo investigado por pornografia infantil, admitiu à polícia que gostava urinar na mistura de milkshake do restaurante enquanto trabalhava no turno da noite na cidade de Vancouver, localizado na 221 Nordeste 104th, no estado americano de Washington.

Aos policiais o gerente também confessou ter baixado e distribuído pornografia infantil e ter interesse sexual em crianças, a detenção ocorreu em 10 de maio, mas os detalhes da prisão só foram revelados nessa segunda-feira,16.

Os policiais que efetuaram a prisão descobriram dezenas de fotos e vídeos mostrando a exploração sexual de crianças, e outros vídeos perturbadores onde ele aparece urinando num recipiente e adicionado ao milkshake.

Investigadores estão procurando os clientes que compraram e beberam os shakes contaminados com urina de Stephen Sharp. A polícia de Vancouver pede aos clientes da rede de Fast Food que  compraram um milkshake do Arby’s que fica na 221 Nordeste 104th Ave, e tem um recibo da compra para contatá-los.

Stephen Sharp responderá quatro acusações de posse de imagens de menores envolvidos em conduta sexualmente explícita, quatro acusações de distribuição de representações de menores envolvidos em conduta sexualmente explícita e agressão.

A polícia ainda está investigando os vídeos e imagens no telefone celular do gerente da loja.

Com informações Kiro7.com 

Deixe um comentário

Leia também

O condenado à morte nos EUA que ganhou na Justiça direito de ser fuzilado

BBC BRASIL – A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu na quinta-feira (23/6) que u…