Home Local Democratas acusam Republicanos de pirataria por espalharem urnas “não oficiais” pela Califórnia
Local - Política - 2 semanas atrás

Democratas acusam Republicanos de pirataria por espalharem urnas “não oficiais” pela Califórnia

É possível votar antecipadamente nos EUA. Uma das formas é pela 'colheita de votos', um método pelo qual terceiros entregam cédulas já com os votos assinalados à autoridade eleitoral. O Partido Republicano distribuiu caixas pelas ruas de alguns distritos da Califórnia com a palavra 'oficial' e argumenta que é uma forma de colheita de votos.

Da Redação O Partido Republicano da Califórnia, nos Estados Unidos, admitiu na terça-feira (13) que distribuiu cerca de 50 caixas de depósito de votos pelas ruas de alguns dos distritos do estado –uma prática que pode ser ilegal.

Donald Trump e Joe Biden concorrem à presidência nos EUA. A votação acontece no dia 3 de novembro, mas no país existem possibilidades de votar antecipadamente. Há algumas formas de se fazer isso. Uma delas é por correio.

Em alguns estados há ainda uma outra opção: a “colheita de votos”. É uma prática legal, pela qual voluntários recolhem cédulas e as entregam às autoridades. É isso que o Partido Republicano afirma estar fazendo.
No entanto, as caixas que o Partido Republicano distribuiu pelas ruas têm a palavra “oficial” escrita nelas.

Rick Hasen, um especialista sobre lei eleitoral da Universidade da Califórnia, disse que não está claro se essas urnas são legais e que a Justiça terá que tomar uma decisão. “Acho que é uma péssima ideia. As caixas não são seguras como as urnas do governo, que são colocadas em locais bem iluminados e são à prova de adulteração. É preocupante que terceiros possam interferir nesses caixas de depósito gerenciadas por privados.”

No estado, os chefes das promotorias eleitoral e de justiça são eleitos. Na Califórnia, ambos são do Partido Democrata, o adversário dos republicanos. Ambos afirmaram que a prática de distribuir urnas pelas ruas é ilegal.

O procurador geral, Xavier Becerra, afirmou que os dirigentes do Partido Republicano que organizaram essas urnas podem ser processados criminalmente.

Sem a palavra oficial
O Partido Republicano comprou cerca de cem caixas nas últimas semanas e havia instalado cerca de metade delas.

Trata-se de uma tentativa de aumentar o comparecimento em distritos nos quais o Partido Republicano tem chance de eleger um deputado.

Os dirigentes republicanos afirmaram que não vão mais sinalizar as caixas como “oficiais” para evitar que elas sejam confundidos com as urnas da autoridade eleitoral.

O porta-voz do Partido Republicano na Califórnia, Hector Barajas, disse que as caixas foram colocadas em três distritos do estado. Ele disse também que o Partido vai tirar a palavra “oficial” das caixas para evitar a confusão com as urnas da autoridade eleitoral, e que poderá expandir o número de distritos onde distribuirá as caixas pelas ruas.

Barajas defendeu a prática, dizendo que a Califórnia permite a “colheita de voto”, quanto aos questionamentos do Partido Democrata ele disse que  continuara a coleta de votos  continuaremos nosso programa de coleta de votos e que esta pronto a responder as interpelações na justiça, caso elas ocorram.
“Se o secretário de Estado quiser nos fornecer qual seção ou qual código eleitoral da Califórnia foi violado, adoraríamos ver. E continuaremos fazendo nossa colheita de votos. E se eles tiverem um problema com isso, nós os veremos no tribunal”.

Deixe um comentário

Leia também

Voto antecipado de mais de 50 milhões de norte-americanos sugere alto comparecimento

REUTERS – Mais de 50 milhões de norte-americanos já depositaram suas cédulas para a …