Home Local Brasileiro é preso por fraude federal em MA
Local - 4 semanas atrás

Brasileiro é preso por fraude federal em MA

Jehozadak Pereira

O brasileiro Antônio de Carvalho Vicente, 59 anos, morador em Fall River, Massachusetts foi preso e acusado por autoridades federais por roubo de identidade, recebimento indevido de benefícios federais, em dinheiro e outras vantagens. De acordo com os documentos de acusação, o brasileiro e outras cinco pessoas de diversas nacionalidades, usaram números do Social Security e outros identificadores para obter por exemplo, carteiras de motorista de Massachusetts ou cartões de identificação ou benefícios do MassHealth.

Algumas dessas identidades roubadas também foram usadas para receber ajuda financeira do Pandemic Unemployment Assistance (PUA) under the Coronavirus Aid, Relief, and Economic Security Act (Assistência ao Desemprego Pandêmico ((PUA)) sob o Ato de Ajuda, Ajuda e Segurança Econômica Coronavirus).

Carvalho Vicente, que está vivendo ilegalmente nos Estados Unidos, apresentou um pedido fraudulento de benefícios do PUA usando o nome e o social security de outras pessoas e recebeu pagamentos semanais de US$ 600 do programa Federal Pandemic Unemployment Assistance, embora o Departamento Assistência a Desempregados de Massachusetts tenha posteriormente tenha cessado os pagamentos após a suspeita de problema de identidade do brasileiro.

Desde julho de 2018, 50 réus foram acusados de fraude de documentos, identidades e benefícios como resultado de investigações do Homeland Security Investigation’s Document and Benefit Fraud Task Force (DBFTF), um grupo especializado composto por funcionários de vários estados, locais e agências federais com experiência em detectar, identificar e interromper organizações e indivíduos envolvidos em vários tipos de esquemas de fraude de documentos, identidade e benefícios.

O DBFTF investiga indivíduos que supostamente obtiveram identidades roubadas de cidadãos dos Estados Unidos que viviam em Porto Rico e que usaram essas identidades para obter documentos e benefícios públicos que, de outra forma, não seriam elegíveis para receber

Deixe um comentário

Leia também

Suprema Corte impede restrições a cultos religiosos em NY

A Suprema Corte proibiu na quarta-feira, 25, o governador do estado de New York a impor re…