Home Local BRACE celebra 8º ano de atividades
Local - 2 semanas atrás

BRACE celebra 8º ano de atividades

Jehozadak Pereira Fundada pelo padre Volmar Scaravelli em 23 de março de 2012, o Brazilian American Center (BRACE) em Framingham, é um divisor de águas na comunidade brasileira quando se refere a serviços e ajuda comunitária, e desde a sua criação já atendeu cerca de 90 mil pessoas de todos os credos, nacionalidades e necessidades.

“Nós temos aulas de inglês como segunda língua, português para crianças, futebol para crianças, fazemos aplicação para seguro de saúde, referimos as pessoas para atendimento médico e psicológico, temos uma parceria com o Consulado-Geral do Brasil em Boston para fazer os serviços consulares, e damos as mais variadas informações, para quem nos procura”, diz Liliane Costa, diretora executiva do BRACE, que funciona em um prédio anexo à Igreja de São Tarcísio, onde o padre Scaravelli é o pároco.

Os fundos que mantém o BRACE vem de diversas formas, através de doações, grants – fundos de fundações e ajuda financeira da Igreja de São Tarcísio. Os atendimentos são todos gratuitos dados por quatro funcionários fixos e oito voluntários.

As necessidades de quem procura o BRACE são muitas e variadas e os dramas relatados diariamente comovem e sempre há o esforço da equipe para que ninguém saia sem uma resposta. Liliane Costa cita diversos casos em indicar nomes e em especial um deles marcou sua vida.

“Um casal saiu do Brasil com documentos adulterados, vieram para os Estados Unidos e tiveram um filho nascido aqui. Registraram o fi lho com os documentos adulterados. Alguns anos depois, decidiram voltar para o Brasil. Na época ainda era exigindo visto para cidadão americano. A criança precisava de documentos brasileiros, porém os pais viviam com nomes que não eram deles e a criança tinha país que não existiam legalmente.

Os pais vieram até o BRACE em busca de ajuda para resolver o problema. A solução era ir em frente a um juiz americano e contar a verdade é concertar todos os documentos ou conseguir um visto para a criança e resolver no Brasil. Como não foi possível resolver aqui, eles conseguiram um visto e foram para o Brasil”, diz.

“Eu amo o meu trabalho e o faço com muito prazer. Eu penso que sou abençoada por poder ajudar as pessoas. Eu aprendo muito mais do que eu ajudo. Sou uma pessoa muito melhor hoje do que eu era antes de trabalhar aqui. Todo dia é um desafio. E, quando eu vou para casa, depois do trabalho, eu sempre penso que não eu não tenho nenhum problema”, continua.

“Nós não cobramos pelos nossos serviços e gostaríamos que mais pessoas pudessem contribuir para que o BRACE continue a prestar os serviços para a comunidade, tornando-se um membro com uma contribuição de US$ 50 por ano e nos ajude a ajudar”, finaliza Liliane.

DIRETORIA DO BRACE
Presidente: Padre Volmar Scaravelli Tesoureiro : José Natal Gonçalves Secretaria: Margareth Shepard Diretores: Eduardo Ribeiro, Antônio Massa Viana, Virginia Bertelli e Christine Tibor

Deixe um comentário

Leia também

COVID-19: implementação do Real ID é adiada

O presidente Donald Trump afirmou na segunda-feira, 23, que o governo federal adiará a imp…