Home Imigração Guatemala localiza imigrantes de outros países em caravana hondurenha
Imigração - 2 semanas atrás

Guatemala localiza imigrantes de outros países em caravana hondurenha

Um grupo de 199 provenientes de diversos países foi abordado e retido, depois de ser localizado na caravana de migrantes hondurenhos que tenta seguir para o território guatemalteco

“Foram localizadas nos últimos dias aproximadamente 199 pessoas de Camarões, da Etiópia, de Gana, do Haiti, da Eritreia e do Sri Lanka sem a documentação necessária para entrar e permanecer na Guatemala”, informou o Instituto Guatemalteco de Migração em comunicado. Estas pessoas, segundo a entidade, foram levadas a um centro de amparo a migrantes para resolver a situação burocrática.

“A migração é um direito universal, mas deve acontecer dentro do marco legal estabelecido em cada país, sem expor a integridade física das pessoas, principalmente dos menores de idade”, advertiu a instituição. Uma primeira caravana de migrantes, agora formada por cerca de 7 mil pessoas, começou no último dia 13, em San Pedro Sula, em Honduras, a longa caminhada em direção aos Estados Unidos, e grande parte dela passa agora pelo México, após deixar a Guatemala.

Uma segunda caravana, de 1,5 mil pessoas, atravessa agora a Guatemala, dividida em vários grupos, também rumo aos Estados Unidos. O Ministério do Interior informou que o grupo foi detido no quilômetro 140 da rota interamericana sem a documentação legal correspondente. Segundo as informações do ministério, as pessoas viajavam em um ônibus de Rotas Orientais, quando foram detidos pelos policiais, “como parte do controle pela passagem de migrantes hondurenhos.

Eles estavam entre o grupo de migrantes hondurenhos e são pessoas classifi cadas por nós como vítimas de tráfico, já que essas caravanas foram exploradas por algumas estruturas criminosas que se infiltram nesses grupos”, disse o ministro Enrique Degenhart. O diretor da polícia, Erwin Tzi, afirmou que os postos de controle estão localizados em locais estratégicos, e que o objetivo é verificar se as pessoas têm a documentação necessária para permanecer no país e evitar assim a entrada irregular.

O presidente americano, Donald Trump, ameaçou enviar o Exército à fronteira com o México e advertiu que reduzirá substancialmente a ajuda econômica que os EUA concedem à Guatemala, a Honduras e a El Salvador como represália pelo avanço dos migrantes, além de ter criticado o governo mexicano por não impedi-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Casa Branca suspende credencial de jornalista que bateu boca com Trump

A Casa Branca anunciou na quarta- -feira, 7, a suspensão da credencial do jornalista da CN…