Home EUA Trump reconhece as 100 mil mortes por COVID-19 nos EUA
EUA - 06/01/2020

Trump reconhece as 100 mil mortes por COVID-19 nos EUA

O presidente Donald Trump, expressou suas condolências na quinta-feira, 28, pela marca “muito triste” das 100 mil mortes por coronavírus no país, depois que seu silêncio sobre o assunto provocou críticas

“Acabamos de atingir uma marca muito triste, com as mortes pela pandemia de coronavírus atingindo 100.000”, escreveu Trump no Twitter, cerca de 16 horas após o número de falecimentos por COVID-19 exceder esse limite, de acordo com a contagem da Universidade. Johns Hopkins, uma referência nacional.

“A todas as famílias e amigos dos falecidos, quero estender minhas sinceras condolências e amor por tudo o que essas grandes pessoas significavam e representavam. Deus esteja com vocês!”, acrescentou. O número de óbitos nos Estados Unidos, 101.470 entre 1.717.756 infectados confirmados, é de longe o mais alto de qualquer nação, e Trump foi acusado de agir tarde contra pandemia.

O presidente republicano afirmou repetidamente que qualquer morte por COVID-19 é trágica. Mas ele foi criticado por parecer mais preocupado com a devastação econômica do país do que por confortar famílias americanas dilaceradas pela perda de entes queridos. Entre a noite de quarta-feira e seu tuíte da manhã desta quinta-feira, em reconhecimento às 100 mil mortes, o presidente postou mais de 40 mensagens sobre vários tópicos, mas nenhum sobre as vítimas da doença.

Deixe um comentário

Leia também

Covid-19: Pfizer anuncia sucesso em testes com humanos para vacina

Uma nova vacina para Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica Pfizer em parceria com a BioN…