Home EUA Solicitantes de Green Card devem fornecer comprovante de vacinação contra Covid-19
EUA - Imigração - 1 semana atrás

Solicitantes de Green Card devem fornecer comprovante de vacinação contra Covid-19

A partir de 1º de outubro de 2021, os estrangeiros que solicitarem residência permanente (green cards) deverão fornecer comprovante de vacinação contra o coronavírus.

JSNEWS – O governo dos Estados Unidos impôs restrições adicionais a estrangeiros devido à pandemia COVID-19. A partir de 1º de outubro de 2021, os estrangeiros que solicitarem residência permanente (green cards) deverão fornecer comprovante de vacinação contra o coronavírus.

A exigência vem Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), que acrescentou a vacina COVID-19 à sua lista de vacinas exigidas para candidatos ao green card.

O CDC já havia imposto restrições para viajantes vindos, Reino Unido, Irlanda, Índia, Brasil e vários outros países devido a pandemia.

Essa nova exigência se aplica a requerentes de green card, estejam eles no exterior ou já nos EUA. Eles devem mostrar um registro oficial de vacinação COVID-19 ou cópia de um prontuário médico, caso não apresentem esses documentos, eles devem ser vacinado como parte do processo de seleção de imigração.

Exames de laboratório ou outras evidências de imunidade COVID-19 não serão aceitos ​​no lugar da vacinação. Os requerentes do Green Card que não forneçam evidências de vacinação COVID-19 serão considerados inadmissíveis para os Estados Unidos por motivos relacionados à saúde.

O CDC estabelece três isenções gerais para a exigência da vacina COVID-19 para requerentes do green card

Os candidatos que são muito jovens para receber a vacina ou que têm uma contra-indicação estes estão isentos.

As vacinas consideradas validas são aquelas aprovadas para uso em emergência pela Food and Drug Administration (FDA) ou Organização Mundial da Saúde (OMS) ou licenciadas para uso pela FDA. Os candidatos que se opõem à vacina por motivos morais ou religiosos podem enviar um pedido individual de isenção aos Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS).

Polêmica: Cruzadores de fronteira são liberados nos Estados Unidos sem exigência da vacinação
A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse na sexta-feira,10, que o governo não está exigindo vacinas COVID-19 para pessoas que cruzam ilegalmente a fronteira EUA-México – apesar das novas disposições do CDC.

Psaki deu uma resposta curta quando Doocy perguntou: “É um requisito para pessoas em uma empresa com mais de 100 pessoas. Não é um requisito para migrantes na fronteira sul. Por que?”

Correto”, disse Psaki ao repórter da Fox News, Peter Doocy, em sua coletiva de imprensa diária, sem dar mais detalhes.

Em julho, mais de 212.000 pessoas cruzaram ilegalmente a fronteira sul, superando as mais de 180.000 pessoas apreendidas em maio e junho. Crianças desacompanhadas e algumas famílias podem permanecer nos Estados Unidos, mas a maioria dos adultos solteiros são deportados de acordo com a política COVID-19 da administração Trump. 

Deixe um comentário

Leia também

Bolsonaro cumprirá quarentena determinada pela Anvisa

COM R7 – O presidente Jair Bolsonaro cumprirá a norma de quarentena determinada pela…