Home Biden Mulher que servia ao exército dos USA é condenada por falso casamento para obter cidadania
Biden - EUA - Imigração - Novo Normal - 12/15/2021

Mulher que servia ao exército dos USA é condenada por falso casamento para obter cidadania

JSNEWS – Maryam Movsum Hasanova, 35 anos, declarou-se culpada em outubro de fraude, ela também foi condenada a ser prontamente deportada dos EUA e a pagar mais de US$ 41.000 em restituição ao Exército dos EUA.

De acordo com as denuncias apresentadas pela promotoria ao tribunal, Hasanova, uma cidadã do Azerbaijão, entrou nos EUA como visitante de intercâmbio e logo após seu visto expirar em março de 2014, ela foi apresentada a um cidadão americano que recebeu aproximadamente US$ 15.000 para se casar com ela em troca de seu “green card”, disseram os promotores. O casamento foi realizado em outubro de 2015.

Após o casamento ela e o cidadão americano apresentaram o pedido de ajuste de Status para residente permanente  ao Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA, que entrevistou o casal e aprovou o pedido de ajuste por considera-lo de boa fé.

Uma vez que Hasanova obteve seu green card, ela se alistou no exército dos EUA e começou a receber subsídios militar que deverão ser devolvidos. Ela servia na base militar de Fort Bragg, North Carolina.

Michael F. Easley Jr., procurador do Distrito Oriental da Carolina do Norte fez o anúncio após a sentença do juiz distrital dos EUA Terrence W. Boyle.

“O esquema  utilizado por Hasanova para burlar a lei falhou, e agora ela enfrentará a responsabilização por suas ações”, disse o agente especial responsável Ronnie Martinez, que supervisiona as operações de Investigações de Segurança Interna (HSI) na Carolina do Norte e na Carolina do Sul. “Proteger a integridade do sistema de imigração do país é de vital importância e o HSI prioriza esta missão.

O caso foi investigado pela Homeland Security Investigations, Federal Bureau of Investigation, Joint Terrorism Task Force, em Fayetteville, NC, e foi assistido pela Divisão de Investigação Criminal do Exército dos EUA, e pela unidade de Detecção de Fraudes e Segurança Nacional do USCIS.

Mais detalhes sobre o caso podem ser acessado na página do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

 

 

Deixe um comentário

Leia também

Elon Musk desafia acusadora abuso sexual para descrever como são suas partes íntimas

JSNEWS – Elon Musk disse que a mulher que o acusou de má conduta sexual de ser uma &…