Home Biden Mortes por overdose nos EUA passam de 100 mil em um ano e superam vítimas de trânsito e armas
Biden - EUA - Local - Massacre - Novo Normal - Policial - Saúde - 11/17/2021

Mortes por overdose nos EUA passam de 100 mil em um ano e superam vítimas de trânsito e armas

JSNEWS (VIA NBC & CNN)
As mortes por overdose de drogas nos Estados Unidos atingiu 100.306 em um período de 12 meses pela primeira vez, a informação é do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) nessa quarta-feira.

O total de vítimas de overdose foi maior do que o somatório de mortes por arma de fogo e no trânsito. Os dados apontam que a maior parte das mortes, cerca de 70%, é formada por homens com idade entre 25 e 54 anos.

Os estados que registram aumento de mortes em relação ao período anterior foram: Vermont com quase 70% no numero de mortes, outros estado como West Virginia 62%, Kentucky 55%, Louisiana 52% e Tennessee 50%.

As mortes por overdose de drogas diminuíram em apenas quatro estados: Delaware, New Hampshire, New Jersey e South Dakota.

Opióides

Os opióides sintéticos, incluindo fentanil – foram responsáveis ​​por mais de 75% das mortes por overdose.
As mortes devido a psico-estimulantes, predominantemente metanfetamina, também aumentaram.
A cocaína também foi responsável por um pequeno aumento de mortes em relação a 2021, já as  mortes por heroína diminuíram.

As mortes por overdose são frequentemente o resultado de vários medicamentos, principalmente uma combinação de fentanil com outra droga, como metanfetamina ou a cocaína.

A combinação da epidemia das drogas e da COVID-19 deixou sua marca nos Estados Unidos. Um relatório do CDC, publicado em julho, diz que a combinação da Covid e mortes por overdose foi a razão pela qual a expectativa de vida do Norte Americano em 2020 teve a maior queda desde da Segunda Guerra Mundial. Os pesquisadores que elaboraram esse relatório do CDC afirmam que as mortes por acidentes ou lesões não intencionais aumentaram em 11% devido ao uso de drogas.

O CDC também destaca o papel que o estresse e o isolamento da pandemia tiveram no aumento das mortes por overdose.

“Embora o estresse e o isolamento estejam ligados a pandemia elas não devem ser apontadas como as responsáveis únicas pelo aumento do uso de drogas”, disse o Dr. Andrew Kolodny, diretor médico de pesquisa de política de opióides da Escola Heller de Política e Gestão Social em Brandeis Universidade.

“O vício em opióides é uma condição crônica e recorrente de tal forma que o estresse ou o isolamento social e a incapacidade de acessar grupos de apoio poderiam ter resultado em recaídas em pessoas com dependência, e a Covid poderia ter dificultado o acesso dessas pessoas ao tratamento”, disse Kolodny.

“Mas, nos últimos anos, as mortes por overdose de opiáceos nos Estados Unidos dispararam. Estamos passando por uma crise severa que está piorando e piorando rapidamente”, disse Kolodny.

O governo Biden apresentou um plano de US$ 1,5 bilhão para a prevenção e tratamento de abuso dessas substâncias e US$ 30 milhões para financiar serviços locais para pessoas com problemas de dependência. A administração Biden anunciou ainda que planeja melhorar o acesso à naloxona, medicamento capaz de conter uma overdose.

Deixe um comentário

Leia também

EUA fornecerão doses adicionais de vacina contra Variola dos Macacos em eventos de orgulho LGBTQIA+

JSNEWS — As vacinas contra a varíola dos macacos estarão disponíveis na Parada do Orgulho …