Home Biden Brooklyn Center, no estado de Minnesota, aprova pacote de reforma policial
Biden - Bizarro - EUA - Local - Novo Normal - Policial - 05/17/2021

Brooklyn Center, no estado de Minnesota, aprova pacote de reforma policial

As propostas irão refazer a força policial da cidade com uma supervisão mais independente, proibir prisões por crimes de baixa gravidade e usar civis desarmados para lidar com pequenas infrações de trânsito

JSNEWS – O Conselho Municipal de Brooklyn Center, no estado de Minnesota, aprovou nesse  sábado, 15 de maio, o pacote de reformas do sistema de segurança pública um mês após uma policial ter matado homem durante uma abordagem de trânsito.

As propostas aprovadas numa votação de 4 votos a favor contra 1, irão reformular as forças policiais da cidade com uma supervisão mais independente da comunidade, também esta prevista a proibição de prisões por crimes de baixa gravidade e usar armas contra em abordagens de infração de transito.

“Essas reformas vão estabelecer um novo modelos para nossa comunidade e nos manterá mais seguros”, disse o prefeito de Brooklyn Center, Mike Elliott.

Kimberly Potter e Daunte Wright.

Durante a campanha para reformular a policia da cidade, depoimentos das famílias de Daunte Wright e Kobe Dimock-Heisler, dois homens que foram mortos pela polícia do Brooklyn Center, foram amplamente divulgadas para pressionar os políticos  locais a buscar uma nova relação entre a policia e a comundiade.

Trinta e quatro dias atrás, nosso filho, em 11 de abril, foi assassinado“, disse Katie Wright, mãe de Daunte. “Eu realmente acredito que se isso fosse implementado antes de 11 de abril, nosso filho ainda estaria conosco hoje.”

A ex-oficial do Brooklyn Center Kimberly Potter foi acusada de homicídio culposo na morte de Wright. O assassinato desencadeou uma semana de protestos efetuados em frente à delegacia de polícia exigindo a que a policia local pare de motoristas que cometam pequenas infrações de transito, sob a alegação de a ela aborda de forma desproporcional os motoristas negros.

A ação criará um escritório de Segurança Comunitária e Prevenção da Violência, que supervisionará a polícia da cidade, bombeiros e duas novas secretarias municipais: fiscalização do trânsito e resposta da comunidade e também cria um comitê participativo com residentes que foram detidos pela polícia do Brooklyn Center, para revisar a ação policial e fazer outras recomendações.

A Representante (deputada) Ilhan Omar, Democrata, dos EUA enviou uma mensagem de apoio ao Conselho Municipal da cidade apoiando as reformas. “Vamos fazer isso“, disse ela, “Devemos isso a Daunte.

Protesto pela morte Daunte Wright que foi morto pela policia nesse domingo 11 de Abril de 2021,em Brooklyn Center, Minn. (AP Photo/Christian Monterrosa)

Dezenas de cidadãos falaram na reunião antes da votação do pacote. Uma moradora disse que estava preocupada com o aumento da violência e com os crimes de rua que a faziam temer por sua segurança. Ela disse que apoia a mudança, mas não às custas da polícia. Outra disse que gostaria de fazer parte do comitê de supervisão, mas temia que sua voz não fosse bem-vinda por ser ela uma mulher branca.

Em um momento tenso, um homem disse que não concordava em que pessoas desarmadas parassem os motoristas. Ele então se virou para Wright e disse: “Seu filho foi morto, não por causa de uma parada de trânsito em minha mente. Mas porque ele tinha mandados”. A multidão vaiou, abafando seus comentários. “Você está sendo desrespeitoso!” eles gritaram. Um grupo afastou o homem do pódio e Elliott pediu desculpas a Wright em nome do homem, que não revelou seu nome.

Deixe um comentário

Leia também

EUA tem muitos empregos, poucos candidatos e salários em alta

AFP – Conseguir trabalhadores se tornou uma tarefa difícil nos Estados Unidos, onde …