Home EUA Brasileiro morador de Boca Raton (FL) é preso por racismo e homofobia
EUA - Local - Novo Normal - Policial - 06/17/2022

Brasileiro morador de Boca Raton (FL) é preso por racismo e homofobia

Gazetanews – O goiano Thiago Cabral, morador de Boca Raton (FL), é suspeito de praticar racismo e homofobia contra cinco pessoas moradoras de Quirinópolis, no sudoeste de Goiás, por mensagens nas redes sociais. Ele foi preso pela Interpol e pode ser extraditado para o Brasil.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Camila Vieira, ao G1, ele foi preso no do mingo, 12, e foi realizado pedido da extradição, que ainda aguarda decisão das autoridades norte-americanas. “Crente na impunida de pelo fato de residir nos EUA, o autor seguia praticando delitos de forma reiterada por intermédio das redes sociais. A Polícia Civil representou por sua prisão preventiva, que foi deferida pelo Poder Judiciário local e o mandado incluído na difusão vermelha da Interpol para possibilitar o cumprimento pelas autoridades norte-americanas. O autor segue preso até decisão das autoridades locais”, diz a Polícia de Goiás.

Thiago é acusado de praticar crimes como calúnia, difamação e injúria qualificada pelo racismo e pela homofobia. O secretário de Esportes de Quirinópolis, Nubyano do Nascimento Pereira, foi uma das vítimas dos ataques. Ele afirma que as ofensas foram feitas pelo fato de ser homossexual. “O dia que uma aberração igual você, abominada por Deus, parir pelo [palavrão], eu concordo com você. Mas, por enquanto, você só é uma aberração”, disse o homem em um dos áudios enviados. Conforme a Polícia Civil, os áudios que continham o conteúdo ofensivo foram enviados em grupos de aplicativo de mensagens e também de maneira privada. “Quem vai me processar? Você [risada]? Macaco [risada]! Chimpanzé!” . Ele procurou a polícia para denunciar o caso.

Segundo a delegada Camila Simões, desde o fim de 2020, cinco pessoas já registraram queixas contra Cabral. Em 2015, o goiano foi acusado de aplicar golpes em outros brasileiros no sul da Flórida. De acordo com apuração do Gazeta News na época, os denunciantes disseram que ele postava oportunidade de trabalho em jornais de classificados e outros lugares, mas não realizava o pagamento pelos serviços prestados. Ao Gazeta, Thiago Cabral negou as acusações. Nas redes sociais, ele afirma morar em Boca Raton (FL).

Deixe um comentário

Leia também

Anna Sorokin é libertada de prisão nos Estados Unidos sob condições de supervisão

Da Redação – Anna Sorokin, também conhecida como Anna Delvey, foi libertada da prisã…