Home Biden Biden assinará declaração sobre imigração na Cúpula das Américas
Biden - EUA - Imigração - Internacional - 06/07/2022

Biden assinará declaração sobre imigração na Cúpula das Américas

JSNEWS – O presidente Biden realizará uma reunião com os governos regionais para assinar uma declaração que visa abordar a imigração na Cúpula dos Americanos. A reunião para assinar a declaração será na sexta-feira, que é o último dia da Cúpula das Américas em Los Angeles.

A Declaração de Los Angeles sobre migração “é um passo sem precedentes e ambicioso dos Estados Unidos e parceiros regionais para trabalhar em conjunto para resolver a crise migratória de forma abrangente”, disse um alto funcionário da administração Biden. O funcionário disse que o presidente falaria sobre a mobilização de líderes em torno de um “novo plano ousado que está centrado no compartilhamento de responsabilidades e no apoio econômico para os países que foram mais impactados pelos refugiados e pela migração”.

O presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador confirmou nesta segunda-feira que não estará presente na Cúpula depois de ameaçar não ir ao evento alegando as recusas dos EUA em convidar os líderes de Cuba e Nicarágua e representantes do governo Maduro na Venezuela.

As autoridades expressaram confiança de que o México assinará a declaração, apesar da ausência de López Obrador. O presidente mexicano disse na segunda-feira que o Ministro das Relações Exteriores Marcelo Ebrard participará em seu lugar.

“Estamos muito confiantes de que os países que assinarão a Declaração sobre migração estarão comprometidos com suas metas e isso inclui o México”, disse o funcionário, acrescentando que o governo mexicano tem sido “um participante completo” no desenvolvimento da iniciativa.

“Acreditamos que eles estão totalmente comprometidos com isso”, disse o funcionário que também expressou otimismo de que “negócios significativos” podem ser feitos sem a participação de alguns chefes de governo que estão enviando representantes de seu governo.

A declaração, segundo autoridades, está intimamente ligada à agenda econômica que Biden apresentará na cúpula em seu discurso inaugural na quarta-feira. A Parceria Americana para a Prosperidade Econômica faz parte dos esforços do governo para promover uma recuperação equitativa em um hemisfério pós a pandemia.

A agenda econômica se concentrará em cinco áreas, incluindo revigorar instituições econômicas regionais e mobilizar investimentos, atualizar o contrato social entre governos e pessoas, criar uma cadeia de suprimentos resiliente, foco na descarbonização, biodiversidade e empregos de energia limpa e criar comércio sustentável e inclusivo.

Biden também anunciará um investimento de mais de US$ 300 milhões em assistência para a região para enfrentar a insegurança alimentar.

Deixe um comentário

Leia também

Olivia Newton-John morre aos 73 anos

Da Redação – Olivia Newton-John morreu aos 73 anos, nesta segunda-feira (8). A morte…