Home Biden Biden assegura na ONU que os Estados Unidos “não procuram uma nova Guerra Fria”
Biden - EUA - Internacional - 09/21/2021

Biden assegura na ONU que os Estados Unidos “não procuram uma nova Guerra Fria”

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assegurou hoje que os Estados Unidos “não procuram uma nova Guerra Fria”, na sua primeira intervenção perante a Assembleia Geral das Nações Unidas

JSNEWS – Numa alusão a um ‘possível‘ confronto de interesses com a China, Joe Biden insistiu que “não procura uma nova Guerra Fria ou um mundo dividido em blocos” e acrescentou que os Estados Unidos “estão prontos para trabalhar com todas as nações que se comprometam e procurem uma solução pacífica para partilhar os desafios, mesmo que existam intensos desacordos noutros domínios”.

O líder da Casa Branca também assegurou que o seu país regressara plenamente ao acordo sobre o programa nuclear iraniano caso o Irã  “faça o mesmo” e prometeu impedir que Teerã consiga obter a bomba atómica.

Os Estados Unidos permanecem determinados e prontos para impedir as armas nucleares iranianas”, frisou.

Biden também disse que Trabalha com os membros permanentes do Conselho de Segurança “para obter diplomaticamente, com toda a segurança, o regresso do Irã ao Acordo Nuclear.”

O Presidente norte-americano prometeu ainda que aumentar os esforços internacionais do seu país para combater a pandemia de covid-19 e as alterações climáticas e referiu que “vai anunciar compromissos adicionais” para aumentar a vacinação nos países subdesenvolvidos no transcorrer de uma conferencia virtual que ele mesmo esta organizando para essa quarta-feira, 22.

Além disso, Biden comprometeu-se a “duplicar” o montante de ajuda dos Estados Unidos aos países mais pobres para enfrentar as alterações climáticas, mas sem precisar o valor.

O encontro geral das Nações Unidas é um dos pontos mais altos para a diplomacia internacional e foi aberta hoje em Nova Iorque, com o discurso de António Guterres, na presença de mais de 100 chefes de Estado e de Governo e representação diplomática de todos os 193 Estados-membros da ONU.

O primeiro chefe de estado a falar foi o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Veja abaixo um resumo dos temas abordados por Biden durante o discurso na ONU:

  • Biden defendeu a saída dos EUA do Afeganistão e o fim da guerra travada há 20 anos, celebrando a “era da forte diplomacia”. Ele reconheceu, porém, os riscos ainda existentes do terrorismo.
  • O presidente dos EUA também exaltou a União Europeia, irritada com o recente acordo americano com Reino Unido e Austrália. Ainda assim, Biden reforçou a importância do fortalecimento dos laços com aliados do Indo-Asiático, o que inclui os australianos.
  • Sem citar nominalmente nenhum país rival, Biden rejeitou a ideia de uma “nova Guerra Fria”, mas disse que os EUA se opõem a “países mais fortes que tentam controlar os mais fracos”.
  • O democrata também anunciou uma ajuda de US$ 100 bilhões para que os países em desenvolvimento combatam mudanças climáticas.
  • Em relação à pandemia, Biden celebrou a vacinação e o compartilhamento de vacinas com outros países — em um momento de baixa procura pelos imunizantes nos EUA.

Deixe um comentário

Leia também

Democratas querem proteção contra deportações de imigrantes no plano econômico de Biden

JSNEWS – Após duas recusas para incluir um plano abrangente de legalização na agenda…