Home EUA A sorte está lançada. Quem será o próximo presidente?
EUA - 4 semanas atrás

A sorte está lançada. Quem será o próximo presidente?

Jehozadak Pereira

As eleições presidenciais acontecem na terça-feira seguinte à primeira segunda-feira de novembro, como determina uma lei de 1845. Este ano a votação acontecerá em 3 de novembro. Quem será o próximo presidente?

Joe Biden ou Donald Trump? CANDIDATOS Joe Biden Joe Biden, desde o início da corrida presidencial, foi um dos nomes mais cotados para concorrer pelo Partido Democrata. Joe Biden foi vice-presidente durante o mandato de Barack Obama, que liderou o país de 2009 a 2017. Aos 77 anos, desfruta da popularidade e o legado positivo deixados por Obama, somados à popularidade entre eleitores mais velhos e negros.

Biden é considerado centrista, ou seja, apresenta propostas mais moderadas para governar a nação. Carreira Senador pelo Arizona, foi eleito em 1986 e reeleito em 1992, 1998 e 2004 Veterano do Vietnã, formou-se na academia naval norte-americana em 1958, dando início a uma carreira de 22 anos Como piloto da Marinha, escapou da morte no Vietnã, em 1967, após um míssel disparado por acidente atingir seu avião, causando um incêndio que matou 134 pessoas.

Voltou aos Estados Unidos em 1973, mas só iniciou a carreira política após a aposentadoria como capitão, em 1981. No ano seguinte, foi eleito para o Congresso e, em seguida, ao Senado. É casado com Cindy Hensley desde 1980; antes, foi casado com Carol Shepp, de 1965 a 1980. Donald Trump Atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump recebeu o apoio do Partido Republicano para se candidatar à reeleição.

Antes de assumir a presidência, atuava como empresário e personalidade em grandes eventos e programas de televisão, a exemplo do reality show The Apprentice. Trump é uma figura polêmica que conquistou a confiança de eleitores mais conservadores, que desejavam uma política centrada no nacionalismo e medidas protecionistas.

Desde as eleições de 2016, esteve envolvido em questões controversas, como acusações de sexismo e má conduta sexual, além da proposta de construção de um muro na fronteira dos EUA com o México, a fi m de impedir a passagem de imigrantes ilegais. Elegeu-se usando as redes sociais como meio de comunicação e sempre negou a interferência da Rússia nas eleições de 2016.

Considerado racista, movimentos de supremacia branca e milícias cresceram consideravelmente durante o seu governo e Trump nunca condenou veementemente tais iniciativas. Por sua vontade retirou os Estados Unidos da ONU e anunciou a saída da Organização Mundial da Saúde.

Entre outras coisas, iniciou uma batalha econômica com a China, e minimizou os efeitos da pandemia do coronavírus, demorando para agir o que causou o avanço da doença no país.

COLÉGIO ELEITORAL:

No total há 538 grandes eleitores e seu número varia de acordo com os estados, com base no tamanho da população. Cada estado tem tantos delegados quanto congressistas na Câmara de Representantes (proporcional à população) e senadores (dois por estado). Desta forma, a Califórnia, estado mais populoso, tem 55 eleitores, Texas 38, New York e Flórida 29 cada.

No outro extremo, Vermont, Alasca, Wyoming e Delaware têm apenas três, assim como o Distrito de Columbia. Os grandes eleitores escolherão de maneira oficial em 14 de dezembro, e meramente como uma formalidade, o presidente e o vice-presidente dos Estados Unidos. O que é necessário para vencer?

O candidato vencedor deve obter a maioria absoluta dos 538 grandes eleitores, ou seja 270. Com exceção de dois estados, o candidato que vence no voto popular leva todos os delegados do estado. No Maine e Nebraska, os delegados são atribuídos de forma proporcional. – Estados chave – Alguns estados são decididamente democratas e outros historicamente republicanos.

Por este motivo, as campanhas concentram esforços em alguns estados que podem seguir para um lado ou outro e influenciar no resultado final, os chamados ‘swing states’. Os mais importantes são aqueles com grande número de eleitores, como Flórida (29), Pensilvânia (20) e Ohio (18). Mas os pequenos também podem influenciar o resultado final e não devem ser ignorados.

Deixe um comentário

Leia também

Suprema Corte impede restrições a cultos religiosos em NY

A Suprema Corte proibiu na quarta-feira, 25, o governador do estado de New York a impor re…