Home Comunidade Crônicas do dia a dia – A volta por cima de Ferreira
Comunidade - Cultura - Local - 07/01/2022

Crônicas do dia a dia – A volta por cima de Ferreira

Por : Edel Holz  – Ferreira veio pros Estados Unidos porque tinha de vir mesmo. Coisa de destino sabe? Ele já não tinha mais trabalho no Brasil, nem dinheiro no banco, nem imóvel no seu nome. Alias, todo mundo conhecia o Ferreira em Aristides Penna.

Ele era famoso por suas dívidas. A mulher do Ferreira, não ia mais nem na cabeleireira porque tinha vergonha do marido dever tanto…
Logo ela que já tinha sido primeira dama da cidade em seu primeiro casamento com o falecido Lindomar Monteiro. O devedor prometeu à mulher e ao filho de 12 anos que ele iria dar a volta por cima.

Vendo muito cinema Americano e observando os carros nas portas das casas e todo mundo se dando bem, decidiu vir para os Estados Unidos pra mudar de vida e de status: “Aristides Penna que se cuide! Ainda vou comprar a cidade inteira.” Gritou Ferreira aos quatro ventos. Dito e feito. Ferreira chegou na América no dia 8 de julho de 1995,na cidade de Milford. Em 1996, mudou- -se para Framingham e trouxe a mulher e o filho.

Em 1997, conseguiu pagar a venda do Lalau. Em 1998, pagou o Bar do Juda, o banco, o Tio Claudio, a Tia Vera, o Tantan.

Em 1999, recuperou sua casa, sua fazenda, pagou seu advogado, a cabeleireira da mulher, a escola do filho, a sorveteria, a loja de brinquedos e o clube da cidade. Não devia mais um tostão pra ninguém. Também…Dá-lhe trabalho! De 4 da manhã às 8 da noite, ,todos os dias, sem feriado dia santo, nem sábado e domingo pra descanso.

Em 2000, Ferreira abriu sua primeira escola de Inglês, conseguiu seu green card, comprou a casa do Sebastião (que meteu a língua no Ferreira pra cidade inteira). Em 2001,comprou a escola que a filha estudava em Aristides Penna, o Bar do Juda, a venda do Lalau…. Colocou uns amigos do peito pra tomarem conta de tudo e monitorava suas empresas via internet.

Em 2002, abriu a primeira escola de computadores de Aristides Penna com banda de musica e tudo mais. Em 2003,comprou 3 postos de gasolina do primo que dizia que Ferreira tava frito e abriu mais 4 escolas de inglês em Massachusetts.

Em 2004,a mulher de Ferreira inaugurou seu salão de cabeleireiro e trouxe Dalva (a cabeleireira para a qual devia dinheiro no passado) pra trabalhar com ela. Em 2005, Ferreira atingiu seu ponto alto: Abriu um café sirio-libanês que serve deliciosos quibes, divinas esfirras  e fantásticos charutos em 10 pontos do estado.

De Aristides Penna, Ferreira só quer mesmo o dinheiro dos seus negócios. Nada mais.


Sobre a colunista – Edel Holz é a mais premiada e consagrada atriz, roteirista, diretora e produtora teatral brasileira nos Estados Unidos. Inquieta e de mente profícua, Edel tem sempre um projeto cultural engatilhado para oferecer para a comunidade brasileira. Depois de anos de ausência, Edel volta a abrilhantar as páginas de um jornal. Damos as boas vinda à poderosa e de mente efervescente Edel.

Deixe um comentário

Leia também

Olivia Newton-John morre aos 73 anos

Da Redação – Olivia Newton-John morreu aos 73 anos, nesta segunda-feira (8). A morte…