Home Celebridades Valter Américo-De Boston para a Itália
Celebridades - Cultura - Eventos - Local - 03/12/2022

Valter Américo-De Boston para a Itália

Valter procurou a diretora teatral Edel Holz em 2010 para se inscrever em seu curso de teatro e foi um casamento de 12 anos, desde então. Ele trabalha como garçom em um restaurante na cidade de Somerville, mas descobriu no teatro sua válvula de escape, um sonho realizado e um talento escondido

Por: Edel Holz –
Sua primeira peça foi “A Vida ĺntima de Laura”, um livro infantil de Clarice Lispector adaptado para o teatro por Edel Holz. Ele viveu inúmeros personagens nos palcos do Regenter Theater, do YMCA de Cambridge e do Arts at the Armory. Depois de 30 anos de América, Valter voará alto em busca de sua felicidade em outro país: A Itália.
Torceremos por ele nessa nova jornada!

O Jornal dos Sports entrevista Valter Américo

JS:O que ė o Teatro pra você?
VA: O teatro pra mim foi a salvação. Me tirou do ostracismo.

JS: O que você leva da experiência de viver nos Estados Unidos?
VA: Vou carregar isso pra minha vida, um aprendizado. Não vejo diferença da vida aqui ou em outro lugar. A experiên cia que temos aqui ė de viver num mundo moderno.

JS: Qual conselho daria para quem está chegando agora?
VA: Guarde seu dinheiro. Junte dinheiro que dinheiro ė tudo aqui. Se você tem dinheiro você Tem tudo, se não tem, não tem nada! Por isso, guarde!

JS: O que ė a vida pra você ?
VA: Amor, música, arte, samba, alegria…A vida pra mim ė Alegria!

JS: Como você encara a mu dança em sua vida?
VA: Mudar ė sempre bom. Agora vou mudar para a Eu ropa… Ninguėm ė sempre a mesma pessoa. O rio nunca ė sempre o mesmo.

JS: Qual a sensação de voltar ao Brasil depois de 30 anos em Boston?
VA: Estranho. Como se eu nunca tivesse saído de lá. Na verdade, nunca quis deixar minha terra. Sonho em morar no meu país. Fico indignado, revoltado das pessoas terem de sair do Brasil para terem uma vida digna. Nesse exato momento, estou apreensivo por causa da Guerra. Nem vencemos a covid ainda…Acho que o próximo governo do Brasil vai botar pra quebrar. Torcendo pra isso.

RAPIDINHAS:
Viagem: Viagem pra Eu ropa. Tô Louco.. Mas antes vou ficar um tempo no Brasil pra matar a saudade.

Valadares: Minha Terra Na tal, onde nasci. Sou Valadarense da gema, tenho o maior orgulho de ser Valadarense. Se não fosse de Valadares, nunca teria vindo pros States. Valadares tem conexão internacional. Pra Itália, EUA, Portugal, Austrália, Canadá… Valadares ė the must!

Teatro Brasileiro de Boston: É demais…onde tenho meus amigos, espaço para expressar minha arte…

O Teatro Brasileiro de Boston: É essencial para a comunidade brasileira de Boston.

Amigos: Não tenho muitos. Tenho poucos amigos.vPerdi um grande amigo pela covid e vou ter que recomeçar a criar um novo ciclo de amizade.

Família: Minha família ė enorme. Somos mais de 100 pessoas. Sou o mais novo de 11 irmãos. Eles são tudo o que eu tenho.

Sonho: Andar de Rollerblade e sair numa escola de samba. Na Portela. Ainda vou realizar esse sonho.

Um arrependimento: Até hoje não me arrependi de nada que fiz.

Uma Conquista: Através do teatro venci a timidez e meu medo de falar em público.

Quem ou o que vc levaria para uma ilha deserta e quem o que vc deixaria lá para sempre?
VA: Eu levaria a bateria da Portela e deixaria lá pra sempre os chatos de galocha que me enchem o saco o tempo todo. Odeio gente chata!

Valter fechará com chave de ouro sua participação no Teatro Brasileiro de Boston no dia 27 de março, no espetáculo infantil Ali, onde Judas Perdeu as Botas, interpretando o gato Pão de Queijo. Ele convida os leitores do JS para se despedi rem dele, fazendo o que mais gosta: teatro!

ALI, ONDE JJUDAS PERDEU AS BOTAS 27 de março às 5Pm Arts at the Armory 191, Highland Ave Somerville-MA Ingressos: $10,00 antecipado $15,00 Bilheteria

Deixe um comentário

Leia também

Bolsonaro diz a TV americana que EUA podem virar país isolado se esquerda vencer no Brasil

ESTADÃO – O presidente Jair Bolsonaro afirmou em entrevista à emissora de televisão …