Home Celebridades Crônicas do dia a dia – Êta saudade, sô!
Celebridades - Cultura - 01/28/2022

Crônicas do dia a dia – Êta saudade, sô!

Edel Holz
Seu Gustavo estava afoito. Após 4 anos sem ver a filha, iria para os Estados Unidos com o neto de 10 anos. O menino, companheiro preferido do avô e louco pela tia, contava os dias, os meses, as horas…e o nove de julho chegou!!! Seu Gustavo, o nervo em pessoa, por detestar o avião, o ar, não sentir o chão, estava apavora do.

O neto o apressando, os filhos carregando as malas e Seu Gustavo não saia do banheiro.-“E se eu tiver caganeira no avião? Como é que eu vou fazer?
Quando a nora jeitosa e dedicada, preparou as malas, somente aconchegou o essencial. A filha de Seu Gustavo lhe disse que comprariam tantas coisas, e era preciso sobrar espaço nas malas para a volta. Na bagagem, Seu Gustavo levava calcinhas.

A filha reclamara tanto, mas tanto das calcinhas americanas e implorou ao pai para que levasse consigo algumas. Querendo agrada-la, comprou logo 3 dúzias. Em New York, na imigração, Gugu, o neto, cutucou o avô: –“ve se não vai dar for a, hein?”

O homem serio, americano e esperto, revistou a mala, e quando viu as calcinhas, disse: –“What is this?
Gugu, cutucou o avô: – Diz “I don’t know, vo vô, diz I don’t know!
O avô de 70 anos, lucido, um pulo pros 80, um pouco surdo e muuuuito mineiro, respondeu:-“Uai, que isso, so?” O americano lhe perguntou novamente o que seria aquilo e seu Gustavo sabendo que não poderia entregar a filha ilegal, disse quase como em segredo no ouvido da autoridade;- “This is mine.” O homem disfarçou, assobiou, tranca ou a mala: “cada louco com sua mania”, pensou.

Foram liberados. Seu Gustavo xingou ate a ultima geração da filha por te-lo botado em maus lençóis.

Gugu rindo ate dizer chega. Seu Gustavo odeia que riem dele. Gugu avistou a tia de longe. Ele correu ate ela, a abraçou apertado, e os dois juntos de mãos da das, buscaram o avô.
Ao encontrar a filha, Seu Gustavo nem ralhou. Somente a abraçou e depois chorou de alegria. Além de cuecas, camisas, pijamas e calcinhas, trazia consigo também bastante saudade.

SOBRE A COLUNISTA: Edel Holz é a mais premiada e consagrada atriz, roteirista, diretora e produtora teatral brasileira nos Estados Unidos. Inquieta e de mente profícua, Edel tem sempre um projeto cultural engatilhado para oferecer para a comunidade brasileira. Depois de anos de ausência, Edel volta a abrilhantar as páginas de um jornal. Damos as boas vinda à poderosa e de mente efervescente Edel.

Deixe um comentário

Leia também

Elon Musk desafia acusadora abuso sexual para descrever como são suas partes íntimas

JSNEWS – Elon Musk disse que a mulher que o acusou de má conduta sexual de ser uma &…