Home Bizarro Caso Neymar: ‘Incongruências’ e ausência de provas livraram jogador de acusação de estupro
Bizarro - Brasil - Celebridades - Esportes - 08/05/2019

Caso Neymar: ‘Incongruências’ e ausência de provas livraram jogador de acusação de estupro

O 'Caso Neymar' parece ter seu fim definitivamente

ESPN – Seis dias após a polícia concluir o inquérito e decidir por não indiciar Neymar por estupro e agressão contra Najila Trindade, o programa Fantástico, da TV Globo, exibiu uma reportagem revelando os motivos de tal decisão.

De acordo com o relatório, que tinha 17 páginas, a delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo, viu “incongruências” na versão oferecida por Najila.

“Não vislumbro elementos para o indiciamento do investigado, uma vez que as versões são conflitantes”, afirma o texto, que também alega falta de provas.

A noite em Paris
Najila desembarcou em Paris no dia 15 de junho. Segundo seu depoimento, Neymar chegou ao hotel em que ela estava às 20h, aparentemente alterado. O jogador, entretanto, disse que não estava, mas admitiu ter tomado uma dose de gim antes.

De acordo com Najila, em seu depoimento, Neymar deferiu tapas em suas nádegas durante a noite. Quando ficaram mais fortes, ela pediu para ele parar.

Os depoimentos ficam cada vez mais contraditórios. Najila disse que Neymar tirou uma foto dela sem autorização. O atleta, entretanto, alegou que, ao ver as marcas no corpo dela, pediu para tirar a foto. Segundo sua versão, ela fez pose e os dois riram logo após a foto ser tirada.

O atacante também teria a puxado com força pelo braço e agarrado seus cabelos, de acordo com o depoimento da modelo. Segundo Neymar, isso não aconteceu.

Após a noite do suposto estupro, os dois conversaram e programaram outro encontro no mesmo lugar. Najila explicou em seu depoimento que fez isso para “bater nele”, pois tinha muita raiva. Ela então decidiu filmar, pois também alegou sentir medo após a outra noite.

Neymar disse que não sabia que estava sendo filmado e afirmou que Najila estava “fora de controle”. O tom da conversa entre os dois no meio tempo foi usado como argumento da defesa do jogador para atestar que não houve estupro.

O vídeo, o tablet e o ex-marido
Najila contou que o vídeo completo, de seis minutos, ficou apenas em um tablet, levado de volta para seu apartamento, em São Paulo. Estivens Alves, ex-marido dela, teria sido a única pessoa a ver as imagens.

De acordo com Estivens, Neymar parecia surpreso e assustado pelo vídeo. Ele ainda adicionou que o jogador tentou acalmar Najila: “Me desculpa, eu estraguei tudo, me perdoa. Eu te machuquei?”, disse Neymar, segundo depoimento do ex-marido da modelo.

Marcas nocorpo 

As fotos e as marcas no corpo de Najila também foram analisadas.

A modelo passou por exames de corpo de delito para detectar lesões. A médica Íris Adriani Ribeiro Caserta não detectou nada nos exames feitos 16 dias após o encontro.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), não é possível descartar uma autolesão, e é impossível relacionar as marcas com as alegadas lesões.

Deixe um comentário

Leia também

Lula faz pedido a Luciano Huck durante voo no jatinho do apresentador

FOLHAPRESS – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pedido ao apresentador…