Home Celebridades Ator pornô Ron Jeremy é acusado de abusar sexualmente de 21 mulheres
Celebridades - Cultura - Policial - 4 semanas atrás

Ator pornô Ron Jeremy é acusado de abusar sexualmente de 21 mulheres

Jeremy enfrenta mais de 30 acusações de agressão sexual cometidas entre 1996 e 2019, incluindo 12 acusações de estupro, sete de cópula oral forçada, seis de agressão sexual por contenção, quatro de penetração sexual por objeto estranho, duas de penetração de uma pessoa inconsciente e uma acusação de conduta obscena com uma adolescente

AFP – O ator pornô Ron Jeremy foi acusado de abusar sexualmente de 21 mulheres, incluindo duas menores, informou a promotoria de Los Angeles nesta quarta-feira (25).

Jeremy enfrenta mais de 30 acusações de agressão sexual cometidas entre 1996 e 2019, incluindo 12 acusações de estupro, sete de cópula oral forçada, seis de agressão sexual por contenção, quatro de penetração sexual por objeto estranho, duas de penetração de uma pessoa inconsciente e uma acusação de conduta obscena com uma adolescente.

O ator de 68 anos ganhou fama na indústria de entretenimento adulto ao participar de mais de 1.700 filmes desde os anos 1970.

Os denunciantes tinham entre 15 e 51 anos no momento dos ataques.

Nesta quarta-feira, a promotoria informou que o ator se declarou inocente das acusações. Se condenado, o réu pode passar o resto de sua vida na prisão.

Jeremy, cujo nome verdadeiro é Ronald Jeremy Hyatt, apareceu em filmes adultos famosos como “Garganta Profunda II” e “John Wayne Bobbitt Uncut”.

Com seu bigode característico, ele foi uma das estrelas mais reconhecidas da indústria pornográfica, embora nos últimos anos tenha sido banido da indústria em meio a acusações de abusos.

Em junho de 2020, ele foi acusado de estuprar três mulheres e abusar de quatro. Sua prisão e comparecimento ao tribunal na época geraram uma enxurrada de novas denúncias.

“Eu sou inocente de todas as acusações. Mal posso esperar para provar minha inocência no tribunal!”, tuitou Jeremy imediatamente após as acusações.

Também em junho de 2020, seu advogado, Stuart Goldfarb, negou todas as acusações, insistindo que seu cliente “não era um estuprador”.
“Ron, ao longo dos anos, por causa de quem ele é, foi praticamente amante de mais de 4.000 mulheres. E alegar que ele é um estuprador é muito forçado, quero dizer, as mulheres se jogam nele”, disse.

Jeremy é a última figura de destaque na indústria do entretenimento a ser investigada por abuso sexual em Los Angeles desde o início do movimento #MeToo em 2017.

Deixe um comentário

Leia também

Bolsonaro cumprirá quarentena determinada pela Anvisa

COM R7 – O presidente Jair Bolsonaro cumprirá a norma de quarentena determinada pela…