Home Brasil São Paulo retira obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre a partir desta quarta
Brasil - Novo Normal - Saúde - 03/09/2022

São Paulo retira obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre a partir desta quarta

Em locais fechados, transporte público e dentro de escolas, no entanto, nada muda: uso segue obrigatório. Medida foi anunciada nesta quarta (9) pela gestão de João Doria, após estado registrar queda no número de novas internações.

JSNEWS – O governo de São Paulo decidiu retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre em todo o estado a partir desta quarta (9).

Em ambientes fechados, no transporte público e dentro das escolas, porém, não há flexibilização: o uso permanece obrigatório. O novo decreto foi publicado no início da tarde em edição extra do Diário Oficial desta quarta.

A decisão vale para todo o estado a partir desta quarta. A regra não irá valer para espaços fechados, como o anunciado para a cidade do Rio de Janeiro nesta semana. No entanto, o governador João Doria (PSDB) afirmou que, até o dia 23 de março, serão avaliados os indicadores para possivelmente anunciar uma liberação completa do uso das máscaras em todos os ambientes.

Por enquanto, ainda não haverá autorização para retirada do item em escolas e escritórios de trabalho, por exemplo, afirmou o governador de SP. Doria assinou o decreto já sem máscara no jardim do Palácio dos Bandeirantes.

Com o novo decreto, também ficaram liberados jogos de futebol com 100% da capacidade dos estádios, sem a necessidade de máscara, bem como a prática de todas as modalidades esportivas ao ar livre.

A coordenadora-geral do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, afirmou que SP se aproxima do percentual de 90% da população elegível — acima dos 5 anos de idade — com o esquema vacinal primário completo, ou seja, ao menos duas doses de alguma das vacinas disponíveis.

O secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, deu informações sobre a situação epidemiológica da pandemia em SP. “Nós temos hoje uma taxa de ocupação de leitos de UTI no estado de 37,6%. Nos últimos 30 dias, nós tivemos queda de 54% no número de casos, as internações caíram 76% e o número de óbitos foi 56% menor”, afirmou.

“É com segurança que vamos continuar protegendo a vida, mas precisamos que as pessoas continuem se vacinando”, completou.

Já o coordenador-executivo do comitê científico do estado, João Gabbardo, disse que ainda são válidas “recomendações” para manter o uso das máscaras em certas situações ou para determinados perfis.

“Pessoas com sintomas gripais devem continuar usando máscara em qualquer situação e local. Pessoas não vacinadas por qualquer razão devem continuar usando máscaras. Imunodeprimidos e pessoas com doenças crônicas também têm essa recomendação, e por último, em ambientes abertos mas com grandes aglomerações, há uma recomendação para que as pessoas se protejam, principalmente aquelas que tem maior risco”, declarou Gabbardo.

Capital paulista
Em entrevista à CNN na terça-feira (8), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou que já é possível desobrigar o uso da máscaras em locais abertos na capital paulista.

A prefeitura entregou um estudo sobre o tema ao vice-governador do estado, Rodrigo Garcia (PSDB). O secretário de saúde do município, Edson Aparecido, confirma que seguirá recomendação do estado.

Até o momento, 7 capitais e o Distrito Federal, incluindo a cidade de São Paulo, já acenaram para a desobrigação do uso de máscaras em local aberto ou público, mas obrigam em local fechado ou privado. São elas Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), São Luís (MA), Boa Vista (RR), Florianópolis (SC), Macapá (AP) e a capital paulista.

Deixe um comentário

Leia também

Elon Musk desafia acusadora abuso sexual para descrever como são suas partes íntimas

JSNEWS – Elon Musk disse que a mulher que o acusou de má conduta sexual de ser uma &…