Home Brasil Profissionais das Obras Sociais Irmã Dulce se reúnem para discutir a grave crise financeira da instituição
Brasil - Novo Normal - Religião - 05/26/2022

Profissionais das Obras Sociais Irmã Dulce se reúnem para discutir a grave crise financeira da instituição

OSID – Profissionais das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) se reuniram na tarde desta segunda-feira (16), na sede da instituição (Avenida Dendezeiros do Bonfim), para discutir a grave crise financeira que ameaça a continuidade dos serviços prestados pela entidade. O encontro contou com a participação da superintendente das Obras Sociais, Maria Rita Pontes, que detalhou a gravidade da situação e o risco para a manutenção dos atendimentos prestados a milhares de pessoas diariamente, em especial, ao pobre, ao doente, ao mais necessitado.

A instituição da Santa Dulce dos Pobres vive hoje a pior crise financeira da sua história, com um déficit operacional de R$ 24 milhões, valor que ainda pode ser acrescido em R$ 20 milhões até o final de 2022 – resultando em um déficit acumulado de R$ 44 milhões. O delicado momento é resultado do subfinanciamento do SUS, cujo contrato não é reajustado há 5 anos – cenário esse agravado pela pandemia e pelo avanço da inflação nos preços dos insumos, como material hospitalar e medicamentos.

Para tentar amenizar tal situação, no último mês de fevereiro foi solicitado um aporte financeiro urgencial ao Ministério da Saúde, mas até hoje não houve uma resposta positiva. “Até o momento, não obtivemos nenhum retorno favorável do Governo Federal, em relação ao aporte financeiro solicitado para a cobertura do déficit do contrato da OSID”, ressaltou a gestora de Saúde da instituição, Lucrécia Savernini.

Campanha – Diante da situação crítica que a OSID vem atravessando, foi lançada, no mês de abril, com a participação de diversos artistas baianos, a campanha “Um Milhão de Amigos Para Santa Dulce”. A iniciativa tem como objetivo convidar toda a sociedade a contribuir mensalmente com a manutenção do trabalho social prestado pela instituição do Anjo Bom do Brasil – entidade que acolhe anualmente 2,9 milhões de pessoas, incluindo pacientes oncológicos, idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pessoas em situação de rua, usuários de substâncias psicoativas, crianças e adolescentes em risco social, entre outros públicos.

As doações para a campanha em ajuda às Obras Sociais já podem ser feitas, a partir de R$ 10, através do Pix amigos@irmadulce.org.br ou pelo site www.1milhaodeamigossantadulce.org.br.

Deixe um comentário

Leia também

O condenado à morte nos EUA que ganhou na Justiça direito de ser fuzilado

BBC BRASIL – A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu na quinta-feira (23/6) que u…