Home Brasil Caso Henry: Defesa de Monique pede prisão domiciliar e alega ameaças
Brasil - Saúde - 01/15/2022

Caso Henry: Defesa de Monique pede prisão domiciliar e alega ameaças

Da Redação – Os advogados de Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, pediram que a Justiça do Rio de Janeiro converta em domiciliar a prisão preventiva da pedagoga. O pedido foi feito na sexta-feira (14), após a pedagoga relatar ter sofrido ameaças na cadeia. As informações são do Uol.

No pedido, a defesa de Monique relata que um advogado identificado apenas como Fábio pediu para outra detenta para “passar recados” a Monique. Uma semana antes, a mãe de Henry recebeu a visita da advogada Flávia Fróes, ligada à família de Jairo Souza Santos, o Jairinho, seu ex-namorado.

Monique e Jairinho foram presos acusados de envolvimento na morte de Henry. De acordo com Monique, Flávia teria tentado coagi-la a assinar um documento para assumir a culpa pela morte do filho. Além do pedido de prisão domiciliar, os advogados da pedagoga pediram o desmembramento do processo, além de imagens da visita e cópias do livro de visitas.

Ainda na sexta-feira, a juíza Elizabeth Louro, responsável pelo processo, ordenou que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) repasse informações a respeito do encontro. A magistrada solicitou também que o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) opine sobre o desmembramento da ação.

Deixe um comentário

Leia também

Atendente de Fast Food é morta tiros e outra fica gravemente ferida por colocar maionese no sanduíche

JSNEWS – Uma funcionária da rede de Fasy Food Subway em Atlanta foi morto a tiros e …