Home Brasil Brasil registra quase 25% das mortes no mundo em 24 horas
Brasil - 06/01/2020

Brasil registra quase 25% das mortes no mundo em 24 horas

Capital do Amazonas passou a realizar mais de 100 enterros por dia e passou a abrir valas comuns para os sepultamentos

De cada dez pessoas que se contaminaram com o coronavírus no mundo em 24 horas, uma delas ocorreu no Brasil. E de cada quatro mortes, uma envolveu alguém no país. Dados publicados na quinta- -feira, 28, pela OMS confirmam que o país se transformou no novo epicentro da crise, somando o maior número de mortes no mundo no período avaliado.

Os dados da OMS estão defasados e se referem à situação internacional comunicada a ela por cada um dos governos até as 5h desta manhã. Ainda assim, a agência considera como o único registro mundial oficial de todos os dados e usa a informação como um retrato da situação internacional. No mundo, foram 104 mil novos casos registrados nas 24 horas analisadas. No total, a OMS cita a existência de 5,5 milhões de casos.

Nos últimos sete dias, apenas EUA e Brasil tiveram mais de 100 mil novos casos registrados. No território americano foram 24 mil novos casos em 24 horas, contra 16,3 mil no Brasil. Naquele momento, o país somava 391 mil casos. O Brasil ainda representa quase 25% das mortes. Foram 4,2 mil óbitos em todo o mundo nas 24 horas analisadas. 2,5 mil deles ocorreram nas Américas.

No Brasil, o número foi de 1039, o mais elevado de todos e superando os EUA em quase o dobro. Nas cidades americanas, o registro repassado para a OMS foi de 590 mortes neste período. Até a finalização da contagem da OMS, o Brasil somava 24,5 mil mortos.

No mundo, esse número era de 353 mil. Sozinho, o Brasil tem praticamente o mesmo número de mortes registrado na Europa, com 1,1 mil em seus 27 países. Juntos, esse bloco tem o dobro da população do país. Pelos números na ONU, o Brasil soma 2,7% da população mundial.

Deixe um comentário

Leia também

Covid-19: Pfizer anuncia sucesso em testes com humanos para vacina

Uma nova vacina para Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica Pfizer em parceria com a BioN…