Home Biden Senado dos EUA aprova financiamento provisório para manter governo funcionando
Biden - Economia - Mundo - 3 semanas atrás

Senado dos EUA aprova financiamento provisório para manter governo funcionando

O projeto de lei prevê um prolongamento do atual orçamento até 3 de dezembro e teve apoio dos republicanos, além dos democratas de Joe Biden, que depois deverá promulgar a norma.

REUTERS – A maioria no Senado dos Estados Unidos votou nesta quinta-feira (30) para manter o governo funcionando plenamente no final desta semana, quando o novo ano fiscal começa.

O projeto de financiamento agora vai para a Câmara dos Deputados, que deve votá-lo nesta quinta-feira antes do prazo final de meia-noite, quando os fundos federais existentes expiram.

“Apesar da intransigência republicana, os fatos não mudaram. Precisamos aumentar o teto da dívida”, disse o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer. “Não podemos permitir que a América entre em default”. Ontem, a Câmara aprovou

Na noite desta quarta-feira, a Câmara aprovou uma legislação que prevê uma extensão do limite da dívida até o final de 2022.

Histórico
O apoio democrata à agenda política do presidente Joe Biden mostrou novos sinais de fragmentação nesta quinta-feira, mesmo quando o Senado deu um passo para evitar uma paralisação parcial do governo federal, que seria negativo para o partido.

Em uma votação bipartidária de 65-35, o Senado concordou em continuar a financiar agências federais até 3 de dezembro. Esperava-se que a Câmara dos Representantes aprove a medida nesta quinta-feira, enviando-a a Biden para assiná-la antes que o financiamento acabe à meia-noite.

Embora esse cenário pareça estar prestes a ser resolvido, o destino de uma conta de US$ 1 trilhão para revitalizar as estradas, pontes e outras infraestruturas do país segue muito menos certo.

Schumer disse nesta quinta-feira que pedirá ao Senado que considere um projeto de lei aprovado pela Câmara que aumenta o limite da dívida do país “já na próxima semana”.

Os republicanos do Senado bloquearam duas vezes esta semana uma oferta dos democratas do presidente Joe Biden para evitar uma inadimplência de crédito potencialmente incapacitante dos EUA, enquanto as tensões partidárias sacudiam uma economia em recuperação da pandemia Covid-19.

Os republicanos dizem que os democratas devem aumentar o teto da dívida por conta própria, já que são o partido da maioria, enquanto os democratas dizem que deve ser um esforço bipartidário.

Com maiorias mínimas no Congresso, os democratas não podem perder muitos votos se quiserem aprovar sua agenda. E é improvável que ganhem muito apoio dos republicanos da Câmara ansiosos para retomar a maioria nas eleições de meio de mandato de 2022.

O projeto provisório de gastos aprovado no Senado também forneceria ajuda às comunidades duramente atingidas por furacões, incêndios florestais e outros desastres naturais. Dinheiro para ajudar refugiados afegãos também está incluído.

Deixe um comentário

Leia também

EUA tem muitos empregos, poucos candidatos e salários em alta

AFP – Conseguir trabalhadores se tornou uma tarefa difícil nos Estados Unidos, onde …