Home Brasil Secretário de Turismo de Maceió é demitido após dizer que exibir suástica é “liberdade de expressão”
Brasil - Mundo - Novo Normal - Política - 06/18/2021

Secretário de Turismo de Maceió é demitido após dizer que exibir suástica é “liberdade de expressão”

A Prefeitura de Maceió, em Alagoas, anunciou nesta sexta-feira (18) o desligamento de Ricardo Santa Ritta do cargo de Secretário de Turismo, Esporte e Lazer da cidade. Na quinta-feira (17), Santa Ritta se envolveu em uma polêmica nas redes sociais ao defender a “liberdade de expressão” no caso de um jovem que foi expulso de um shopping em Caruaru (PE) por usar uma faixa com uma suástica no braço esquerdo.


“Hoje descobri que usar qualquer elemento com a ‘suástica’ é crime federal no Brasil. Pensava que a liberdade de expressão permitisse”, postou o secretário de Turismo.

“O Brasil tem mais artigo de lei que habitante. Hoje tomei conhecimento que usar símbolo da suástica é crime federal. Sinceramente, não sabia. O post anterior foi uma opinião pessoal minha. Achei interessante a discussão sobre liberdade de expressão por consequência disto”, escreveu Santta Rita. Após a repercussão negativa das postagens, o perfil do Twitter do secretário foi desativado.

O uso de símbolos nazistas é crime no Brasil. O artigo 20, § 1º, da Lei 7.716/89, alterada pela Lei 9.459/97, diz que “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo”, tem pena de reclusão de um a três anos e multa.

Jovem foi expulso de shopping
O jovem que usava uma faixa com o símbolo nazista no braço esquerdo foi expulso do shopping, após clientes denunciarem o caso aos seguranças

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o rapaz com o símbolo do nazismo em cima de uma blusa de manga longa preta com capuz enquanto circula pelo shopping. “É a minha liberdade”, afirmou o jovem ao ser abordado.


Em nota divulgada nas redes sociais, o Caruaru Shopping repudiou o ocorrido. “Estamos estarrecidos com o ocorrido! Repudiamos toda e qualquer apologia ao movimento Nazista, isso é crime. Não compactuamos e não aceitamos. Assim que tomamos conhecimento do caso, expulsamos de imediato o usuário das nossas dependências. Estamos investigando e tomando todas as medidas cabíveis”, informou o shopping.

Deixe um comentário

Leia também

Bolsonaro diz que vai vetar fundão de R$ 5,7 bi e indica apoio a um valor de R$ 4 bi

FSP – Após dizer que vetaria os R$ 5,7 bilhões destinados a campanhas políticas por …