Home EUA Saiba por que os Estados Unidos guardam milhões de barris de petróleo debaixo da terra
EUA - Internacional - Mundo - Política - 09/17/2019

Saiba por que os Estados Unidos guardam milhões de barris de petróleo debaixo da terra

A reserva a que ele se referia equivale a mais de 640 milhões de barris de petróleo, que estão armazenados em cavernas subterrâneas de sal nos Estados do Texas e da Louisiana.

BBC – Após os ataques às principais instalações petrolíferas da Arábia Saudita, as autoridades americanas cogitaram recorrer à reserva estratégica de petróleo dos Estados Unidos.

À medida que o preço do barril disparava no mercado internacional, o presidente americano, Donald Trump, escreveu no Twitter que autorizava o uso desse reservatório “para manter os mercados bem abastecidos, se necessário”.

A reserva a que ele se referia equivale a mais de 640 milhões de barris de petróleo, que estão armazenados em cavernas subterrâneas de sal nos Estados do Texas e da Louisiana.

A ideia de manter “reservas estratégicas” remonta à década de 1970.

Todos os países membros da Agência Internacional de Energia (AIE) precisam armazenar um estoque equivalente a 90 dias de importações de petróleo, mas a reserva emergencial dos EUA é a maior do mundo.

Por que a reserva foi criada?
Os políticos americanos tiveram a ideia de estocar petróleo no início dos anos 1970, depois que um corte no fornecimento de petróleo por parte de países do Oriente Médio fez com que os preços do barril disparassem em todo o mundo.

Membros da Organização dos Países Árabes Exportadores de Petróleo — incluindo Irã, Iraque, Kuwait, Catar e Arábia Saudita — se recusaram a exportar petróleo para os EUA após o país apoiar Israel na Guerra Árabe-Israelense de 1973, também conhecida como Guerra do Yom Kippur. O conflito, que ocorreu em outubro daquele ano, levou apenas três semanas. Mas o embargo — que também atingiu outros países — durou até março de 1974, fazendo com que os preços do barril quadruplicassem em todo o mundo, saltando de cerca de US$ 3 para quase US$ 12.

As fotos das longas filas de carros nos postos de gasolina, provocadas pelo racionamento de combustível nos países afetados, se tornaram imagens icônicas da crise.

Em 1975, o Congresso dos EUA aprovou a Lei de Política e Conservação de Energia, que estabeleceu a criação da Reserva Estratégica de Petróleo (SPR, na sigla em inglês) para o caso de outra grande crise de abastecimento.

Qual é o tamanho da reserva?
Atualmente, há quatro locais onde o petróleo está armazenado: perto de Freeport e Winnie, no Texas; e nos arredores de Lake Charles e Baton Rouge, na Louisiana.

Cada um destes locais possui várias cavernas subterrâneas de sal feitas pelo homem de até um quilômetro de profundidade, onde o petróleo é armazenado. O tamanho das cavernas varia; podem armazenar o equivalente a entre 6 a 35 milhões de barris.

É muito mais barato mantê-lo assim do que em tanques acima do solo, além de mais seguro — a composição química do sal e a pressão geológica evitam o vazamento de óleo. Além disso, as diferenças de temperatura entre o topo e a base da caverna fazem com que o petróleo circule continuamente, mantendo sua qualidade.

Segundo o Departamento de Energia, o fato do óleo flutuar sobre a água ajuda a mover petróleo desses reservatórios. Basta bombear água fresca na base da caverna para empurrar o petróleo para a superfície. Através de oleodutos, o produto é pode então ser enviado e terminais e refinarias do país.

O maior reservatório, localizado em Bryan Mound, perto de Freeport, tem 19 cavernas e uma capacidade de armazenamento equivalente a 254 milhões de barris de petróleo.

O site da Reserva Estratégica de Petróleo dos EUA afirma que no dia 13 de setembro deste ano havia, no total, 644,8 milhões de barris estocados nessas cavernas.De acordo com a Agência de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês), os americanos usaram 20,5 milhões de barris de petróleo por dia, em média, em 2018 — o que significa que há petróleo suficiente para manter o país funcionando por cerca de 31 dias.

Como a reserva funciona?
Segundo a lei de 1975 assinada por Gerald Ford, então presidente dos EUA, o presidente só pode autorizar a liberação das reservas de petróleo se houver uma “grave interrupção no fornecimento de energia”.

Devido a restrições físicas, apenas uma pequena quantidade de petróleo pode ser removida das cavernas diariamente, o que significa que, mesmo que haja uma autorização presidencial para liberar o petróleo, levaria quase duas semanas para chegar aos mercados.

Além disso, o óleo não é refinado. Precisaria ser transformado em combustível antes de poder ser usado em carros, navios e aviões.

O secretário de energia dos EUA, Rick Perry, disse à emissora de televisão CNBC na segunda-feira que é “um pouco prematuro” falar sobre recorrer à reserva após os ataques na Arábia Saudita.

A reserva é usada com frequência?
A reserva foi usada pela última vez em 2011, quando as turbulências causadas pelos levantes da Primavera Árabe levaram os países membros da AIE a liberar um total combinado de 60 milhões de barris de petróleo para reduzir as interrupções no fornecimento de energia. No entanto, os EUA recorreram à reserva em algumas ocasiões. O ex-presidente George H. W. Bush autorizou seu uso durante a Guerra do Golfo em 1991, enquanto seu filho George W. Bush permitiu a venda de 11 milhões de barris após a passagem do furacão Katrina.

Mas a utilidade de se manter uma reserva tão grande no momento em que a produção de energia dos EUA está em expansão é questionada. Em Washington, há quem sugira até se livrar dela por completo.

Um relatório do Government Accountability Office, órgão que conduz auditorias e investigações para o Congresso americano, recomendou exatamente isso em 2014, argumentando que a medida poderia baixar o preço do combustível para os consumidores.

Em 2017, o governo Trump discutiu a venda de metade da reserva estratégica para ajudar a combater o deficit federal.

Vinte anos antes, sob a gestão do presidente Bill Clinton, 28 milhões de barris foram vendidos como parte de uma estratégia para reduzir o deficit.

Deixe um comentário

Leia também

MC Gui perde contrato e tem show cancelado após bullying na Disney

MC Gui se envolveu na maior polêmica de sua carreira. De férias com a família na Disney, o…