Home Biden ‘Ruim pra cachorro’: ONGs que cuidam de animais no Afeganistão tentam salvar cães e gatos do Talibã
Biden - Curiosidades - EUA - Massacre - Mundo - 4 semanas atrás

‘Ruim pra cachorro’: ONGs que cuidam de animais no Afeganistão tentam salvar cães e gatos do Talibã

Cães são considerados impuros pelo grupo extremista

JSNEWS (Com G1 – AFP – AP) – Duas organizações não-governamentais de Cabul, no Afeganistão, tentam levantar dinheiro e encontrar uma maneira de retirar centenas de cães e gato do país até o dia 31 de agosto, data limite estabelecida pelo Talibã para a retirada dos soldados dos Estados Unidos e de outros países que formaram uma coalizão militar que ocupou o país durante 20 anos.

A ONG, a Kabul Small Animal Rescue, tenta juntar US$ 1,5 milhão para tirar seus funcionários e cerca de 200 cães e gatos do Afeganistão, de acordo com um texto da National Public Radio, dos Estados Unidos.

A entidade tem uma diretora nos EUA, Charlotte Maxwell-Jones, que afirma que não sabe se será possível sair do país depois do dia 31 de agosto.

Operação Arca de Noé
Uma outra organização, o Abrigo Nowzad, também corre para retirar seus funcionários e os animais que estão sob seus cuidados no Afeganistão. A organização é de um ex-soldado do exército britânico, Paul Farthing.

Na tarde dessa quarta-feira o ministro britânico da Defesa, Ben Wallace, anunciou que vai autorizar a retirada de cães e gatos do abrigo Nowzad que fica na região de Cabul.

“Se você chegar com esses animais, procuraremos um horário para seu avião”, tuitou Wallace sobre Paul Farthing, que pretende evacuar cerca de 140 cães e 60 gatos, assim como seus funcionários afegãos e suas famílias.

O ministro britânico, Boris Johnson, também anunciou que concederá visto para todos os funcionários da associação Nowzad e para suas famílias, cerca de 68 pessoas no total.

Cães são considerados impuros no islamismo

A maioria dos eruditos são da opinião que os cães são impuros e basearam sua opinião no que Abu Huraira narrou que o Profeta Muhammad disse: “Se um cachorro beber de um recipiente seu, purifique-o lavando-o sete vezes, sendo a primeira com areia ”. Assim, os estudiosos disseram que se o cão não fosse impuro, o Profeta não teria ordenado que derramássemos a água da qual o cão bebeu, porque isso seria considerado um desperdício, algo que a shari’ah islâmica proíbe.

Apesar de haver seguidores que acreditem que cães não devem ser considerados ofensivos, levando em consideração o conteúdo das passagem citadas acima, outros muitos acreditam que as escrituras desencorajam os muçulmanos na criação de cães em suas casas, principalmente devido ao episódio em que o anjo Gabriel não encontra o profeta Maomé porque um filhote canino havia andando na casa do profeta. O anjo fala “Nós anjos não entramos em uma casa em que há um cachorro…”. Por isso alguns muçulmanos se opõem a ter um cachorro em casa por causa do relato profético de que anjos não entram em um lar com cães.

Embora a maioria dos estudiosos mantenha a opinião da impureza dos cães, isso não indica que machucar os cães ou matá-los seja algo correto, pois a Shari’ah islâmica ordenou que os muçulmanos fossem gentis e piedosos com todos os animais e os cães certamente estão incluídos.
Quanto aos gatos, eles não são considerados impuros

Deixe um comentário

Leia também

Governador do Texas faz barreira com viaturas policiais para deter imigrantes em Del Rio

JSNEWS – O governador do Texas, Greg Abbott (Rep), disse na terça-feira que as autor…