Home Biden Presidente Biden não vai aumentar admissões de refugiados nos Estados Unidos

Presidente Biden não vai aumentar admissões de refugiados nos Estados Unidos

Segundo uma determinação presidencial de emergência assinada por Biden, os EUA oferecerão status de refugiado a uma parte mais ampla do mundo do que a permitida por Trump, disse o funcionário, sob condição de anonimato

JSNEWS – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou um decreto nesta sexta-feira para manter o teto anual de refugiados recebidos pelos país em 15 mil, uma cifra historicamente baixa, disse uma autoridade de alto escalão, rejeitando um plano que vinha cogitando para elevá-lo a 62.500.

O teto foi estabelecido por seu antecessor republicano, Donald Trump, como parte de sua pauta anti-imigração. Dois meses atrás, Biden cogitou elevá-lo a 62.500, e mais cedo nesta sexta-feira um grupo de parlamentares democratas renovou os apelos para que ele agisse.

Segundo uma determinação presidencial de emergência assinada por Biden, os EUA oferecerão status de refugiado a uma parte mais ampla do mundo do que a permitida por Trump, disse o funcionário, sob condição de anonimato.

A análise feita pela equipe de Biden do Programa de Acolhimento de Refugiados herdado do governo anterior revelou que “foi ainda mais dizimado do que pensávamos, exigindo uma grande reformulação para poder retornar aos números com os quais nos comprometemos”, disse o funcionário. “Este retorno acontece e está acontecendo e nos permitirá apoiar números muito superiores de acessos em anos futuros”.

Este ainda disse que o país usará toda a cota de 15 mil do decreto de Biden e que autoridades estão preparadas para consultar o Congresso caso exista necessidade de aumentar o número de acessos para tratar de emergências imprevistas.

O presidente da Comissão das Relações Exteriores do Senado, o democrata Bob Menéndez, criticou que a Casa Branca “não só dificultou o número de refugiados permitidos a entrarem no país, mas também impediu que o Departamento de Estado admita pessoas aprovadas que esperam”.

Menéndez descreveu o número de 15.000 como “assustadoramente baixo”. “Em um momento em que enfrentamos a maior crise de refugiados da história, com 29,6 milhões de refugiados em todo o mundo, a realocação é uma ferramenta que entrega proteção às pessoas que fogem da perseguição”, acrescentou.

Deixe um comentário

Leia também

Governador do Texas faz barreira com viaturas policiais para deter imigrantes em Del Rio

JSNEWS – O governador do Texas, Greg Abbott (Rep), disse na terça-feira que as autor…