Home Biden Prefeito de Nova York pede ajuda federal por aumento no pedido de asilo de imigrantes
Biden - EUA - Imigração - Mundo - Novo Normal - Política - 07/20/2022

Prefeito de Nova York pede ajuda federal por aumento no pedido de asilo de imigrantes

A prefeitura divulgou que os abrigos da cidade receberam 2.800 pedidos de asilo nas últimas seis ou sete semanas

Da Redação – O prefeito de Nova York, Eric Adams, pediu nesta terça-feira, 19, ajuda ao governo federal dos Estados Unidos em resposta ao “forte aumento” de solicitantes de asilo, especialmente da América Latina, registrado recentemente pelo sistema de abrigos para sem-teto da cidade.

Em comunicado, a prefeitura afirmou que os abrigos daBig Apple’ receberam 2.800 requerentes de asilo “da América Latina e de outras regiões” nas últimas “seis a sete” semanas e apelaram à assistência governamental, tanto financeira como técnica, devido ao risco de transbordamento. “Em alguns casos, as famílias estão chegando em ônibus enviados pelos governos de Texas e Arizona, enquanto em outros, parece que as pessoas estão sendo enviadas pelo governo federal”, disse o prefeito.

Adams frisou que a cidade quer acolher imigrantes e cuidar dos sem-teto, mas alertou que a sua gestão está lutando para apoiar a crescente população sem-teto em abrigos, agora acompanhada por uma grande chegada de solicitantes de asilo.

Em discurso posterior, no qual anunciou um projeto de apoio aos sem-teto, Adams afirmou à imprensa que o sistema de acolhimento está “sobrecarregado” e pediu aos “estados que têm dado passagens de ida” aos migrantes para “compreenderem que tem de haver uma parceria”.

Duas ONGs que ajudam os sem-teto, Legal Aid e Coalition for the Homeless, criticaram os comentários do prefeito, disseram que “os requerentes de asilo não devem arcar com as culpas” da crise da mendicidade local e acusaram a cidade de impor “obstáculos burocráticos” à sua resolução.

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, fez nesta semana um pedido semelhante ao do governante de Nova York, dizendo que os migrantes “estão sendo enganados” para pegarem ônibus dos estados do sul.

As gestões republicanas no Texas e no Arizona têm oferecido transporte a migrantes para a capital como forma de protesto contra a política de imigração do presidente Joe Biden.

O governador do Arizona, Doug Ducey, detalhou nesta terça-feira no Twitter que o seu estado está “fornecendo transporte voluntário para os requerentes de asilo apenas para Washington”, mas considerou “conveniente que os prefeitos liberais (provavelmente aludindo a Nova York e Washington) falem finalmente sobre esta crise humanitária, uma vez que ela afeta as suas comunidades”.

O prefeito Adams divulgou a seguinte declaração:

“Nova York tem sido e sempre será uma cidade de imigrantes que recebe recém-chegados de braços abertos. Esse valor fez da nossa cidade um farol de liberdade para as pessoas ao redor do mundo e para a potência econômica e cultural que ela é. Esses mesmos valores humanitários aplicam-se àqueles que estão vivendo sem-teto.

Em Nova York, temos uma obrigação moral – e legal – de abrigar qualquer um que esteja vivendo sem-teto por qualquer motivo.

Atualmente, Nova York vive um aumento acentuado no número de solicitantes de asilo que estão chegando da América Latina e de outras regiões. Em alguns casos, as famílias estão chegando em ônibus enviados pelos governos do Texas e arizona, enquanto em outros casos, parece que indivíduos estão sendo enviados pelo governo federal.

A fim de cumprir o mandato legal como uma cidade de direito de abrigo e fornecer abrigo e serviços de alta qualidade para aqueles que entram em nosso sistema, a cidade de Nova York precisa de recursos federais adicionais imediatamente. Se não conseguirmos esses recursos urgentemente necessários, podemos lutar para fornecer o nível adequado de apoio que nossos clientes merecem, ao mesmo tempo em que enfrentamos desafios, pois atendemos tanto uma população de abrigos em rápido crescimento quanto novos clientes que estão buscando asilo. Pedimos ao governo federal que faça parceria com Nova York à medida que ajudamos os solicitantes de asilo a navegar nesse processo e a fornecer recursos financeiros e técnicos.

“Por lei, os requerentes de asilo têm o direito de estar nos Estados Unidos enquanto buscam proteção humanitária. Na cidade de Nova York, somos responsáveis pela prestação de serviços e infraestrutura para os recém-chegados requerentes de asilo e populações atualmente residentes. Estamos em discussões com nossos parceiros federais sobre este assunto e esperamos uma resolução rápida.”  

Deixe um comentário

Leia também

Simone Tebet declara apoio a Lula: “Reconheço nele compromisso com a democracia”

FSP – A ex-candidata à presidência da República Simone Tebet (MDB) declarou voto ao …