Home EUA Politico do estado de Louisiana argumenta que escolas deveriam ensinar o ‘bem’ da escravidão
EUA - Local - Mundo - Política - 1 semana atrás

Politico do estado de Louisiana argumenta que escolas deveriam ensinar o ‘bem’ da escravidão

"Se você estiver discutindo, seja qual for o caso, escravidão, por exemplo, você deve falar sobre tudo o que diz respeito à escravidão, o bom, o ruim, o feio...", afirmou o político do partido Republicano do estado de Louisiana

EXTRARay Garolfo, membro da assembleia do estado de Louisiana (partido Republicano), nos Estados Unidos, afirmou que escolas deveriam ensinar aos alunos o “bem” da escravidão. Garofalo apresentou o argumento durante uma audiência do Comitê de Educação do estado na segunda-feira. Ele defendia projeto de lei que proíbe o ensino de “conceitos que dividem opiniões” nas salas de aula nas escolas públicas e universidades.

“Se você estiver discutindo, seja qual for o caso, escravidão, por exemplo, você deve falar sobre tudo o que diz respeito à escravidão, o bom, o ruim, o feio…”, afirmou o político do partido Republicano.


A deputada estadual Stephanie Hilferty, integrante do mesmo partido, interrompeu a fala de Garolfo afirmando que “não há lado bom na escravidão”. A situação arrancou algumas gargalhas entre os presentes e o senador tentou se explicar: “Bem, então seja qual for o caso. Você tem razão. Não quis sugerir isso e não acredito nisso e sei que é esse o caso. Mas estou usando isso ‘bom, ruim e feio’ como uma forma genérica de dizer que você pode ensinar quaisquer fatos, qualquer coisa baseada em fatos, independentemente”, afirmou.

Apesar da fala polêmica e da controvérsia relaciona ao projeto, que não permitiria até que que fosse mencionado em aulas que os EUA são de alguma forma “sistematicamente racistas ou sexistas”, houve um empate na votação. O texto não será encaminhado para a Câmara, mas não foi completamente rejeitado.

Deixe um comentário

Leia também

Biden defende seu plano de investimento em infraestrutura para competir com a China

AFP – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, alertou nesta quinta-feira (6) que…