Home Mundo Polêmica: Pietà segura ‘Jesus negro’ em foto de protesto contra racismo
Mundo - Novo Normal - Política - Religião - 09/16/2020

Polêmica: Pietà segura ‘Jesus negro’ em foto de protesto contra racismo

A fotografia foi compartilhada com a frase "Uma imagem que vale um discurso"

ANSA – A Pontifícia Academia Para a Vida provocou polêmica ao publicar em sua conta no Twitter uma reprodução da Pietà, famosa escultura do artista italiano Michelangelo que se encontra na Basílica de São Pedro, no Vaticano, segurando um Jesus negro.
A fotografia, publicada nessa segunda-feira (14), foi compartilhada com a frase “Uma imagem que vale um discurso” como uma mensagem contra qualquer tipo de racismo.

Apesar de receber diversos comentários positivos e centenas de curtidas, a iniciativa foi criticada por usuários e, principalmente, por alguns sites católicos americanos conservadores, como o Novus Ordo Watch e Church militant, que relacionaram a publicação a uma apologia ao movimento Black Lives Matter.

Não existe um ‘Jesus negro‘ ou um ‘Jesus branco‘ (neste caso, um Jesus de mármore): existe apenas um Cristo, verdadeiramente nascido da Virgem Maria“, escreveu um dos usuários.
O portal Church militant, por sua vez, ressaltou que o “vandalismo do Vaticano imita o iconoclasta louco Laszlo Toth“, um geólogo húngaro que em 1972 vandalizou a estátua de Pietà.

Após a polêmica, o porta-voz da Pontifícia Academia para a Vida, Fabrizio Mastrofini, rebateu as críticas. “Não há nenhum tipo de ligação com o movimento ‘Black Lives Matter‘ , é uma manipulação politizada. Essa imagem quer ser uma mensagem de 360 graus contra o racismo“, explicou.

Estes comentários nunca são casuais, mas eu respondo de uma ordem estável à qual todos seguem sem raciocinar com a própria tristeza. É uma triste situação eclesial“, concluiu.

 

Deixe um comentário

Leia também

Glenn Greenwald deixa o Intercept e alega censura em artigo com críticas a Joe Biden

AFP – O jornalista ganhador do Prêmio Pulitzer Glenn Greenwald, 53, anunciou nesta q…