Home Internacional O viciante habito de comer carne podre para ficar chapado, ganha novos adeptos com as redes sociais
Internacional - Mundo - Saúde - Tecnologia - 05/11/2021

O viciante habito de comer carne podre para ficar chapado, ganha novos adeptos com as redes sociais

Além da intoxicação alimentar essa dieta tem o potencial de causar movimentos intestinais incontroláveis, danos ao intestino grosso, vômitos, desidratação e até botulismo

JSNEWS – De todas as tendências bizarras e perigosas que ganhou força nas redes sociais, uma prática conhecida como comer high meat” (numa tradução livre, é algo como “carne chapada”), essa nova moda consiste em deixar uma porção de carne crua fora da geladeira para que a carne entre em processo de fermentação controlada para que a ação micro-organismos altere as propriedade química dos alimentos. Esse processo de fermentação é diferente de deixar a carne exposta ao meio ambiente para que apodreça, difícil de obter o resultado desejado e portanto perigoso.

“Existe um tipo de preparação em que a carne apodrece e depois é comida. Alguns até deixam por um ano. Sem quaisquer aditivos. Feito incorretamente, o processo pode ser perigoso. Durante o processo, a carne tem que ser muito bem arejada. O sabor é viciante. mas durante o procedimento, a carne pode começar a cheirar mal. (…) A carne dá uma sensação de euforia, união e família”, relatou um usuário da rede social Reddit.

No entanto, não só de sensações de euforia vive o adepto a essa dieta esta exposta, mas também ao risco de botulismo e outras doenças.

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, doenças transmitidas por alimentos podem ser causadas por dois métodos principais: infecção ou intoxicação.

“A infecção de origem alimentar é causada pela ingestão de alimentos que contêm bactérias ou patógenos vivos; esses patógenos causam doenças à medida que crescem no trato gastrointestinal humano. Patógenos comuns de doenças transmitidas por alimentos são norovírus ou Salmonella”, aponta o departamento.

“A intoxicação alimentar é causada pela ingestão de alimentos que contêm toxinas liberadas por patógenos; os próprios patógenos não causam doenças. Um exemplo comum de intoxicação alimentar é o botulismo, causado por toxinas botulínicas, não pelas bactérias que a produzem”, ressalta.

Enquanto alguns, supostamente, comem carne alta por seus supostos efeitos de alteração da mente, outros na verdade dizem que preferem o sabor da carne podre, que é descrita como similar a queijo e mais ácida do que um bife comum.

É importante notar que a carne crua e fermentada é consumida em todo o mundo por séculos, carnes curadas como salame são um exemplo disso, porem não há nada semelhante à chamada “hight meat” ou “carne chapada”.

 

Deixe um comentário

Leia também

EUA tem muitos empregos, poucos candidatos e salários em alta

AFP – Conseguir trabalhadores se tornou uma tarefa difícil nos Estados Unidos, onde …