Home Biden O secretário de Segurança Interna (DHS), Alejandro Mayorkas, reitera que os Estados Unidos aplicarão leis de imigração na fronteira
Biden - EUA - Imigração - Mundo - Novo Normal - Política - 05/18/2022

O secretário de Segurança Interna (DHS), Alejandro Mayorkas, reitera que os Estados Unidos aplicarão leis de imigração na fronteira

"As leis de imigração serão aplicadas na fronteira. Se alguém não se qualificar, será removido", disse Mayorkas em uma coletiva de imprensa em McAllen, Texas.

Da Redação – O secretário de Segurança Interna (DHS), Alejandro Mayorkas, reiterou nesta terça-feira durante uma visita na fronteira sul que os Estados Unidos “aplicarão as leis” da imigração para aqueles que entrarem no país ilegalmente.

“As leis de imigração serão aplicadas na fronteira. Se alguém não se qualificar, será removido”, disse Mayorkas em uma coletiva de imprensa em McAllen, Texas.

Em uma clara mensagem para aqueles que desejam imigrar ilegalmente ao país sem documentos, o secretário ressaltou que os imigrantes não devem confiar nos contrabandistas.

“Não coloquem suas vidas nas mãos de pessoas que só buscam explorar suas vidas para obter lucro”, disse ele que acrescentou que o governo do presidente Joe Biden está construindo caminhos seguros e ordenados para acessar os benefícios de imigração fornecidos pela lei.

Ele também observou que os processos criminais contra migrantes “aumentarão” porque descobriram que “há de fato mais casos” que justificam esse processo.

A visita de Mayorkas ocorre próximo do dia 23 de maio, quando está previsto o fim da medida  Título 42, a medida que permite que imigrantes que procuram entrar nos Estados Unidos sejam expulsos devido à emergência sanitária.

A administração Biden está enfrentando processos de vários estados republicanos que pediram a um juiz federal na Louisiana para manter a medida em vigor. Na última sexta-feira, ambos os lados apresentaram seus argumentos e o magistrado deve apresentar sua decisão nos próximos dias.

A este respeito, Mayorkas disse que a administração Biden cumprirá as ordens do juiz e que o Departamento de Justiça responderá de acordo com as leis estabelecidas.

Na terça-feira, a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) revelou que em abril houve 234.088 apreensões de migrantes indocumentados na fronteira, 5,4% a mais do que no mês anterior.

Até agora, no ano fiscal de 2022, que começou em outubro passado, o CBP fez 1.295.900 apreensões de imigrantes que cruzaram ilegalmente as fronteiras dos Estados Unidos.

“O fato é que nossas fronteiras não estão abertas e continuaremos a remover do país aqueles que entram ilegalmente e não têm base legal para ficar”, disse o diretor do CBP, Chris Magnus.

Deixe um comentário

Leia também

O condenado à morte nos EUA que ganhou na Justiça direito de ser fuzilado

BBC BRASIL – A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu na quinta-feira (23/6) que u…