ANSA – Se o presidente da República fosse escolhido apenas pelos brasileiros que vivem no exterior, Jair Bolsonaro (PSL) teria vencido no primeiro turno.

De acordo com os números relativos às 23h divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o deputado federal tem 104.941 votos, o que corresponde a 58,58% do total, na apuração internacional. Dos 465.080 brasileiros que podiam votar, apenas 40,71% compareceram às urnas.

Em seguida aparece Ciro Gomes (PDT), com 25.920 (14,47%), à frente de Fernando Haddad (PT), com 18.600 (10,38%). A surpresa é João Amoêdo (Novo), que surge em quarto lugar, com 12.419 (6,93%).

Ele supera Geraldo Alckmin (PSDB), com 6.163 (3,44%); e Marina Silva (Rede), com 4.616 (2,58%). Bolsonaro prevaleceu na maior parte dos consulados, como os de Tóquio (Japão), Wellington (Nova Zelândia), Budapeste (Hungria) e Genebra (Suíça).

Por sua vez, Ciro ficou em primeiro em Berlim (Alemanha) e Paris (França), em ambas com Haddad na segunda posição. De acordo com o jornalista ítalo-brasileiro Andersinho Marques, que trabalha na imprensa italiana, Bolsonaro também levou em Milão, com 2.527 votos, à frente de Haddad (765) e Ciro (656).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Não deu pra quem quis: maconha acaba em lojas do Canadá poucas horas após legalização

FOLHAPRESS – A CBC News relata que uma loja na província de Terra Nova e Labrador, p…