Home Biden México deteve 77.626 migrantes de janeiro a março de 2022

México deteve 77.626 migrantes de janeiro a março de 2022

Os dados também mostram um aumento ano a ano de 71,9% em crianças e adolescentes interceptados.

JSNEWS – O governo mexicano interceptou 77.626 migrantes de janeiro a março de 2022, um aumento de 89,3% em relação ao mesmo trimestre de 2021, de acordo com relatório Migration Statistics Síntese 2022, desse sábado 04.

Os “estrangeiros que se apresentaram ou foram detidos pela autoridade migratória” dos três primeiros meses de 2022 são quase o dobro dos 41.005 do mesmo período de 2021, detalhou o relatório da Unidade de Política migratória do Ministério do Interior (SEGOB). Os dados também mostram um aumento ano a ano de 71,9% em crianças e adolescentes interceptados, passando de 6.555 de janeiro a março de 2021 para 11.271 este ano.

As principais origens desses migrantes são da Guatemala e Honduras, cada uma com 23,9% do total. Foram seguidos por Cuba (15,9%), Nicarágua (9,8%), El Salvador (7,8%), Colômbia (5,9%) e o restante de outros países não especificados (12,7%).

Quase um terço das interceptações ocorreram em Chiapas, um estado na fronteira com a Guatemala, onde 24.294 migrantes ficaram presos, quase 96% a mais do que no mesmo período de 2021., seguido pela Baja Califórnia, na fronteira norte do país, com 8.668 pessoas interceptadas, e Veracruz, um estado no Golfo do México que conecta as entidades do sul com as do norte, com 6.658.

Da mesma forma, as deportações aumentaram 9,2% em relação ao primeiro trimestre de 2022, com 26.131 “estrangeiros devolvidos pela autoridade de imigração mexicana”, contra 23.940 no mesmo período de 2021.

A maioria dos deportados são da Guatemala, com 11.262 migrantes retornados nos primeiros três meses do ano, um aumento anual de 27,5%. Em segundo lugar ficou Honduras, com 11.021 deportações, embora isso representasse uma redução de 20,4%. Outros países especificados foram Cuba (793), Nicarágua (617), Colômbia (602), Equador (139) e Venezuela (131).

Os dados refletem o fluxo migratório recorde para os Estados Unidos, cuja Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) detectou mais de 1,7 milhão de migrantes irregulares na fronteira com o México no ano fiscal de 2021, que terminou em 30 de setembro.

O México deportou mais de 114.000 estrangeiros em 2021, segundo dados da Unidade de Política de Migração, números não vistos há quase 15 anos. Enquanto isso, no ano fiscal de 2022, que começou em 1º de outubro de 2021, o CBP contabilizou mais de um milhão de migrantes interceptados na fronteira sul dos EUA.

Deixe um comentário

Leia também

Olivia Newton-John morre aos 73 anos

Da Redação – Olivia Newton-John morreu aos 73 anos, nesta segunda-feira (8). A morte…