Home Imigração México detém 652 imigrantes centro-americanos próximo da fronteira com os EUA
Imigração - Mundo - Novo Normal - 2 semanas atrás

México detém 652 imigrantes centro-americanos próximo da fronteira com os EUA

AFP – Autoridades mexicanas detiveram na quinta-feira (7) à noite 652 migrantes, mais da metade menores de idade, que eram transportados em caminhões no estado de Tamaulipas, fronteiriço com os Estados Unidos, informou o governo regional em um comunicado nesta sexta-feira (8).

Os migrantes viajavam em seis contêineres refrigerados e 355 são menores, entre eles vários desacompanhados, disse o governo de Tamaulipas. Quatro pessoas que os transportavam foram presas pelos militares e agentes da Guarda Nacional.

Do total, 564 migrantes são da Guatemala, 39 de Honduras, 28 da Nicarágua, 20 de El Salvador e um de Belize. A operação ocorreu no ponto de revisão do Exército Mexicano do município de Hidalgo, no estado de Tamaulipas.

“Informações iniciais apontam que os migrantes procediam da cidade de Puebla, com destino a Monterrey, Nuevo León”, noroeste, afirmou o governo.

– Vigilância nas fronteiras –

O grande grupo foi levado para as instalações da secretaria de Segurança Pública de Tamaulipas, na capital Cidade Vitória, onde o status migratório dos estrangeiros será analisado.

O México enfrenta uma crise que desencadeou uma onda de migrantes sem documentos para os Estados Unidos.

O anúncio da detenção dos migrantes em Tamaulipas coincide com a visita ao país do secretário de Estado americano, Antony Blinken.

O governo mexicano tem 28.395 soldados mobilizados em suas fronteiras sul e norte, segundo dados oficiais, e expulsou cerca de 54.000 migrantes no decorrer de 2021, de acordo com o diretor da ONG Human Rights Watch (HRW) para a América Latina, José Miguel Vivanco.

O México registrou 90.314 solicitações de asilo de janeiro a setembro deste ano, segundo a Comissão Mexicana de Ajuda aos Refugiados (COMAR).

É um número maior que as 70.406 solicitações de 2019 e os 41.509 pedidos de refúgio de 2020.

Assim como nos outros anos, Honduras ocupa o primeiro lugar, com 31.884 solicitações. No entanto, os pedidos de migrantes do Haiti aumentaram de 5.954 em 2020 para 26.007 neste ano.

Há três meses, dezenas de milhares de haitianos protagonizam um êxodo que atravessa o continente de pontos tão distantes como Chile e Brasil, com o objetivo de realizarem o sonho de chegar aos Estados Unidos para solicitar asilo.

Depois das deportações em massa dos Estados Unidos para os cerca de 15.000 haitianos que acamparam debaixo de uma ponte na fronteira entre as cidades de Del Río (Texas) e Acuña (México), o governo mexicano também começou a repatriar os naturais desse país caribenho.

Deixe um comentário

Leia também

EUA tem muitos empregos, poucos candidatos e salários em alta

AFP – Conseguir trabalhadores se tornou uma tarefa difícil nos Estados Unidos, onde …