FOLHAPRESS – Ministério de Relações Exteriores do México enviou uma nota diplomática ao governo dos Estados Unidos pedindo uma “investigação completa” sobre o que descreveu como uso de armas não letais direcionadas ao território mexicano no domingo (25), informou a pasta em comunicado na segunda-feira.

O pedido formal foi emitido um dia depois que autoridades norte-americanas lançaram bombas de gás lacrimogêneo contra imigrantes perto da passagem de fronteira que separa Tijuana, no México, de San Diego, na Califórnia, no momento em que alguns corriam em direção aos Estados Unidos.

Segundo autoridades da fronteira dos Estados Unidos, mais de 40 imigrantes foram detidos no lado norte-americano e nenhum conseguiu cruzar com sucesso para o território californiano.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse a repórteres durante evento em Mississippi que pode fechar a fronteira se imigrantes “atacarem” a barreira. Durante o impasse de domingo, autoridades norte-americanas fecharam a passagem de San Ysidro, a mais movimentada do país, por diversas horas.

“Nós a fecharíamos e a manteríamos fechada se vamos ter um problema. Manteremos fechada por um longo período de tempo”, disse Trump.

O incidente de domingo foi o mais recente capítulo de uma saga de milhares de pessoas que atravessaram o México fugindo da violência em países da América Central.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Campinas decreta luto de três dias e prepara velório das vítimas

FOLHAPRESS – O clima em Campinas, a 98 quilômetros de São Paulo, é de consternação e…