EFE – Um juiz federal dos Estados Unidos bloqueou a recente medida ordenada pelo presidente Donald Trump para proibir as solicitações de asilo aos imigrantes que cruzem ilegalmente a fronteira com o México.

O magistrado do distrito de San Francisco, Jon Tiger, emitiu ontem uma ordem de restrição temporária da regulação do asilo que entrou em vigor imediatamente e que se estenderá pelo menos até o próximo dia 19 de dezembro, informou nesta terça-feira a imprensa americana.

Para essa data o juiz convocou uma audiência para decidir se emite uma ordem judicial mais duradoura, segundo explicou a emissora “CNN”.

No último dia 9 de novembro, Trump mandou proibir pelo menos durante 90 dias as opções para solicitação de asilo na fronteira sul a quem entrasse no país de forma irregular.

Segundo a proclamação presidencial, a limitação poderia ampliar-se até a assinatura de um acordo com o México que permita aos EUA deportar diretamente ao seu vizinho do sul os imigrantes que cruzam a fronteira ilegalmente.

A ordem de Trump foi muito criticada por grupos de direitos humanos, que consideraram que violava as leis de imigração americanas.

A decisão do juiz Tiger é divulgada no momento em que milhares de centro-americanos, incluindo centenas de crianças, viajam em caravana para a fronteira dos EUA para escapar da violência nos seus países e que alguns já chegaram a cidade mexicana de Tijuana, na fronteira com o estado da Califórnia.

Deixe um comentário

Leia também

Sports Total – De Canela

Por: Alfredo Melo info@jornaldossportsusa.com 1 Segundo alguns torcedores do Galo, inconfo…