Home Massacre Irã nega envolvimento em ataque a Salman Rushdie e culpa próprio escritor e seus apoiadores
Massacre - Mundo - Religião - 08/15/2022

Irã nega envolvimento em ataque a Salman Rushdie e culpa próprio escritor e seus apoiadores

Reação é a primeira oficial do país, que já jurou de morte o autor de "Os Versos Satânicos". Em primeiro pronunciamento oficial, Teerã disse não ter qualquer responsabilidade sobre atentado, no qual Rushdie levou entre 10 e 15 facadas durante uma palestra em Nova York.

REUTERS – O Irã negou nesta segunda-feira (15) participação no ataque a facadas contra Salman Rushdie, o autor de “Os Versos Satânicos” a quem o país já jurou de morte, na sexta-feira (12).

Rushdie – cujo livro é visto por alguns muçulmanos como blasfêmia – foi feridos por entre 10 e 15 facadas por um homem que invadiu o palco de uma palestra que o autor, de 75 anos, se preparava para fazer no estado de Nova York. Ele está internado e já foi extubado, segundo seu agente e amigos.

Após dias sem se manifestar sobre o caso, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Nasser Kanaanido, afirmou nesta manhã que “ninguém tem o direito de fazer acusações contra o Irã” por conta do ataque a Rushdie, pelo qual Teerã culpa o próprio autor e seus apoiadores.

“Não consideramos ninguém além do próprio Salman Rushdie e seus apoiadores [pelo ataque], dignos de reprovação e condenação”, declarou Kanaanido.
No domingo, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, acusou as ‘instituições iranianas” de incitar a violência contra Rushdie durante várias gerações.

Ataque
O ataque a facadas contra Salman Rushdie aconteceu no início da tarde de sexta-feira (12), quando o autor se preparava para ministrar uma palestra no Instituto Chautauqua, no oeste do estado de Nova York.

Quando era apresentado, um homem invadiu o palco e esfaqueou o escritor entre 10 e 15 vezes. Várias pessoas da plateia, que presenciaram o caso, correram para socorrer Rushdie.

O autor do ataque, identificado como Hadi Matar, de 24 anos, foi detido por policiais que estavam no evento. No sábado (13), ele foi formalmente acusado por tentativa de homicídio e agressão, e está preso sem possibilidade de fiança.

‘Os Versos Satânicos’
O livro “Os Versos satânicos” foi proibido no Irã em 1988, pois muitos muçulmanos o consideram uma blasfêmia. Um ano depois, o falecido líder do Irã, o aiatolá Ruhollah Khomeini, emitiu uma fatwa, ou edito, pedindo a morte de Rushdie.

A obra foi especialmente polêmica por ter um personagem inspirado no profeta Maomé retratado de forma considerada ofensiva por líderes da comunidade muçulmana.

Deixe um comentário

Leia também

Atirador mata 15 pessoas em escola em Izhevsk, na Rússia

Da Redação – Um atirador com uma suástica desenhada em sua camiseta matou 15 pessoas…