Home Internacional Homem mata funcionária da polícia francesa a facadas, e governo investiga terrorismo

Homem mata funcionária da polícia francesa a facadas, e governo investiga terrorismo

Os últimos anos foram marcados por vários ataques com faca na França

JSNEWS – Um homem matou a facadas uma funcionária da polícia da delegacia de Rambouillet, uma cidade a cerca de 60 km ao sudoeste de Paris. O esfaqueamento ocorreu na entrada da delegacia na tarde de sexta-feira, quando a trabalhadora voltava do intervalo do horário de lanche por volta das 14h20 horário local.

Segundo as primeiras informações da investigação, a mulher foi esfaqueada duas vezes na garganta. Seu agressor, de nacionalidade tunisiana, teria bradado “Allahu Akbar”(Deus é o maior) antes de ser abatido pelas forças de segurança que guardavam o local.

As autoridades disseram que o assassino residia na França legalmente e não tinha registros criminais ou vínculos conhecidos com terroristas. A mulher era uma funcionária administrativa da policia nacional da França e tinha 49 anos.

A Procuradoria Nacional Antiterrorista da França (Pnat) disse à AFP que a divisão de Luta contra o Terrorismo está “conduzindo uma avaliação sobre o caso“.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, e seu ministro do Interior, Gérald Darmanin, anunciaram que iriam imediatamente para a delegacia de polícia desta cidade de 26 mil habitantes, localizada a cerca de 60 quilômetros a sudoeste de Paris.

Os últimos anos foram marcados por vários ataques com faca na França protagonizados por radicais islâmicos. Em 16 de outubro de 2020, neste mesmo departamento do país (Yvelines), um professor do ensino médio foi decapitado por um jovem de 18 anos de origem chechena.

O presidente francês Emmanuel Macron tweetou para homenagear a vítima, que ele chamou de Stephanie. “Na luta contra o terrorismo islâmico, não vamos desistir”, acrescentou.

 

Deixe um comentário

Leia também

Talibãs fazem pedido à ONU para discursar em Assembleia Geral

EFE – O Talibã formalizou na última segunda-feira (20) um pedido para discursar na 7…