Home Bizarro Homem atropela multidão mata um e fere 17, vai pra casa e mata a mãe a marteladas e vai preso
Bizarro - EUA - Local - Massacre - Mundo - Novo Normal - Policial - 08/15/2022

Homem atropela multidão mata um e fere 17, vai pra casa e mata a mãe a marteladas e vai preso

Da Redação – Adrian Oswaldo Sura Reyes, 24, residente no estado americano da Pensilvânia admitiu ter dirigido um veículos contra uma multidão de 75 pessoas, ferindo 17 e matando uma antes de ir para casa onde matou a mãe com cinco marteladas. Esses eventos ocorreram no último sábado 13 por volta das 18:30 horário local.
De acordo com aa NBC News e o New York Post, Adrian teria discutido com sua mãe antes de entrar em um veículo e dirigir até a a cidade de Berwick, onde ocorreu o acidente em massa.

A polícia do condado de Berwick afirmou que a multidão estava reunida para uma campanha de arrecadação de fundos para as famílias de 10 pessoas que morreram em um incêndio no começo do mês. Ele entrou no carro e dirigiu em direção a elas, matando Rebecca L. Reese, 50, e atingindo as outras 17 pessoas, que foram hospitalizadas.

Logo após os atropelamentos, Adrian voltou para casa e viu a mãe Rosa D. Reyes, 56, na rua. As autoridades afirmaram que ele pisou fundo no acelerador e a atropelou, não satisfeito, ele saiu do veículo, pegou um martelo para acabar de matar a mãe golpeando cinco vezes.

Ao chegarem ao local, o suspeito confessou o crime aos policiais e disse que tudo começou após uma discussão com a mãe, em casa. Perguntado se estava ciente do atropelamento em massa, ele disse: “Sim, fui eu”. Enquanto era levado ao tribunal pela polícia, ele pediu “desculpas” pelo ocorrido.

O policial Anthony Petroski definiu o incidente como uma “tragédia completa”.
“Esta é uma tragédia completa em uma comunidade onde já houve um drama. Vamos fazer nosso trabalho da melhor maneira possível para conduzir uma investigação completa não apenas para as famílias, mas também para os membros da comunidade que já estão sofrendo”, disse.

Adrian está enfrentando duas acusações de homicídio criminal e teve a fiança negada. Ele está detido na Penitenciária do Condado de Columbia, disse a polícia ontem.

O estabelecimento que organizou o evento beneficente pediu respeito à privacidade nas redes sociais. “Por favor, respeite nossa privacidade enquanto estamos de luto e tentamos processar os eventos que ocorreram”.

Das 17 vítimas cinco estão em estado crítico no Geisinger Medical Center em Danville, duas estão em condições estáveis e permanecem sob cuidados médicos. Outras cinco foram medicandas e liberadas.

Um paciente foi tratado e liberado do Hospital Geisinger Bloomsburg, e outros foram liberados do Geisinger Wyoming Valley Medical Center.

 

Deixe um comentário

Leia também

Califonia não poderá proibir a iniciativa privada de operar centros de detenções para imigrantes no estado

JSNEWS – O tribunal federal de apelações dos USA derrubou, nesta segunda-feira,26, a…