Home Biden Grupos de famílias cruzando a fronteira será a nova fase da crise migratória do governo Biden
Biden - Imigração - Mundo - Novo Normal - 5 dias atrás

Grupos de famílias cruzando a fronteira será a nova fase da crise migratória do governo Biden

A atenção do governo Biden ao longo da fronteira com o México nas últimas semanas tem se voltado para o número recorde de crianças e adolescentes que estão cruzando a fronteira ilegalmente para os Estados Unidos sem seus pais, a uma taxa que excede em muito a capacidade do governo de cuidar delas.

Mas, enquanto correm para aumentar a capacidade dos abrigos para esses menores, funcionários do Departamento de Segurança Interna (DHS) estão alertando sobre o que consideram a próxima fase de uma onda de migração que pode ser a maior em duas décadas, impulsionada por um número muito maior de famílias.

O DHS espera que algo entre 500 mil e 800 mil migrantes cheguem como parte de algum grupo familiar durante o ano fiscal de 2021, que termina em setembro, uma quantidade que igualaria ou ultrapassaria o número recorde de entradas em 2019, de acordo com dados do governo analisados pelo Washington Post.

A estimativa se baseia naquilo que já foi um aumento vertiginoso desde que o presidente Joe Biden assumiu o cargo, em 20 de janeiro. Este mês, o número de familiares colocados sob custódia da Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) deve chegar a quase 50 mil, contra 7 mil em janeiro, mostram os dados governamentais mais recentes. O maior total em determinado mês, 88.587, foi registrado em maio de 2019, durante um ano em que mais de 525 mil migrantes chegaram como parte de algum grupo familiar.

Grupos de famílias

Centenas de pais e filhos têm passado horas em uma estação de processamento ao ar livre, ao lado do Rio Grande, alguns dormindo no chão enquanto esperam que os agentes os levem formalmente sob custódia.

Roy Villareal, que se aposentou no ano passado após 33 anos na Patrulha de Fronteira, disse que cerca de 40% dos detidos sob custódia da CBP agora são crianças e famílias, mas consomem de 60% a 70% do tempo, atenção e papelada dos agentes.

“A segurança na fronteira cai tremendamente por causa disso”, disse ele, observando que os traficantes de drogas muitas vezes encenam s travessia de grandes grupos de famílias para segurar os agentes em uma área enquanto transportam os narcóticos em outra.

Embora o governo Biden diga que sua política éexpulsar” famílias para o México sob uma ordem de saúde pandêmica, os dados mais recentes da CBP mostram que se rejeitam apenas cerca de 10% a 20% dessas famílias. O restante normalmente é liberado para os Estados Unidos, com uma notificação para comparecer ao tribunal, embora Biden tenha dito aos repórteres na semana passada que as famílias “devem todas voltar”.

Enquanto o governo Biden expulsa algumas famílias, permite que quase todos os menores desacompanhados fiquem, então alguns pais estão optando por enviar seus filhos e filhas sozinhos através da fronteira. À medida que mais famílias têm permissão para ficar, espera-se que mais pais cheguem com seus filhos, em vez de se separarem.

Deixe um comentário

Leia também

No meio da missa, padre anuncia que vai pendurar a batina porque esta apaixonado por uma mulher

AFP – “Meu coração se apaixonou”: com estas palavras, o padre Riccardo C…